quinta-feira, 29 de maio de 2014

A Bauhaus

As fases da Instituição


A segunda, (1923-1925)  foi  muito mais racional
A terceira.em 1930 e sob  a direção de Ludwig Mies van der Rohe,trouxe a mudança para Berlim e revisão total do sistema de aprendizagem.  

Primeira Fase

Gropius uniu a Escola de Belas Artes com a Escola de Artes Aplicadas e a Escola de Artes e Ofícios , tornando a Bauhaus  a primeira escola de design do mundo.
Foi criado o chamado " Vorkurs " ou curso introdutório , criado por Johannes Itten .
Como o  nome indica,eram observadas as qualidades pessoais dos estudantes com o objetivo de oferecer a uma formação contínua e adequada a seus dotes.
Os alunos,por sua vez,aceitaram executar qualquer tipo  de trabalho e saíam da escola prontos para o mercado de trabalho.
Exceto pintura e escultura tradicionais, estavam disponíveis cursos de fotografia,design de mobiliário,marcenaria,teatro,cerâmica,tecelagem,encadernação, -serralheria e vidraçaria

Expoentes da primeira fase


 Paul Klee (1879-1940)

Paul Klee,suíço naturalizado alemão, começou a fazer parte  escola em 1920.Além de pintor era excelente violinista.   Deu aulas de composição na oficina de tecelagem.Seu estilo foi baseado em formas elementares das quais,segundo ele, derivam todas as demais e o artista deve torná-las visíveis.
Ao se aposentar, em 1931, Klee deixou a Bauhaus.
Os seus artigos e planos de aulas foram publicados em forma de livro

   
   

******.
  Wassily Kandinsky (1866-1944)
 Em 1922 o abstracionista Kandinsky(foto) juntou-se ao projeto,mas já vinha se correspondendo com Gropius enquanto participava de reformas educacionais na época da Revolução Russa . Decidiu se mudar para a Bauhaus,substituiu Schlemmer na oficina de pintura mural e ensinou com Klee durante o projeto básico.   Seu papel foi decisivo para iniciar o caminho de transição  para a arte mais intelectual e racional do segundo período.

*****

Segunda Fase



Vem para se juntar à Bauhaus László Moholy de Nagy (1895-1946)muito amigo de Theo van Doesburg.

Designer,pintor,fotógrafo e professor,influenciado pelo Construtivismo Russo e defensor da integração entre tecnologia e indústria no design e nas artes. 

Nagy aplicava a técnica de colagem de negativos e uso de instrumentos que interferem artisticamente na impressão das fotos.
 Em 1937, a convite de Walter Paepcke mudou-se pars Chicago para tornar-se o diretor da New Bauhaus que,sem patrocínio,fechou no ano seguinte.


São desta segunda fase os documentos teóricos sobre pintura  de Klee e de Kandinsky
 Klee - Wege des Naturstudiums, (algo como "Sobre o estudo da Natureza")1923  Pädagogisches Skizzenbuch, 1925,a transcrição da conferência   Über die modern Kunst./Sobre a arte moderna
Kandinsky publica  Punkt und Linie zu Fläche (mais ou menos "Ponto e Linha na Superfície), 1926 

*****************

Terceira Fase

 1925-Lászlo Moholy Nagy ,depois de cinco anos como professor, decide deixar a Bauhaus devido à  enorme pressão de alunos comunistas.  

Em 1933, o Partido Nazista fecha a Escola,mas Ludwig Mies van der Rohe (1886-1969)  arquiteto alemão depois naturalizado americano, considerado um dos principais nomes da  arquitetura no século XX,  transfere a Bauhaus para Berlim,correndo grandes riscos. 
O projeto sobreviveria até abril daquele ano.


O artista plástico,poeta e arquiteto baiano ALMANDRADE(Antônio Luiz M. Andrade)assim narrou a influência da Bauhaus em artigo para o site português STORM IMAGENS,em 2009,nos 90 anos da fundação.


"Quando os soldados de Hitler fecharam as suas portas, grande parte de professores e alunos já haviam partido para outros países divulgando suas idéias até chegarem à América como os arquitetos Walter Gropius que lecionou em Harvard e Mies Van der Rohe um dos principais arquitetos da remodelação de Chicago. O ensino inovador da escola já havia se difundido nos principais centros de arte. A Bauhaus exerceu uma influência extraordinária sobre a arquitetura do século XX no mundo ocidental, um estilo marcante pelas linhas retas dos prédios, ambientes claros, espaços bem aproveitados e pela ausência de adornos. Estilo que chegou também ao Brasil através de ex-alunos da antiga escola, hoje esquecidos, como o alemão Alexandre Altberg e o belga Alexandre Buddeus.

No Brasil, a arquitetura moderna foi importada e adaptada através da versão francesa, principalmente com a vinda do arquiteto Le Corbusier, a convite do ministro Gustavo Capanema, na segunda metade da década de 1930 para realizar estudos para o projeto do Ministério de Educação e Cultura (MEC). Projeto que foi desenvolvido por uma equipe de jovens arquitetos brasileiros, como: Oscar Niemeyer, Lúcio Costa e Affonso Eduardo Reidy, obedecendo ao traçado do mestre. 
Porém na primeira fase do modernismo, foram os alemães que influenciaram a arquitetura brasileira, pioneiros no uso do concreto armado, bastante difundido e utilizado na nossa arquitetura."

******************************************

Nenhum comentário: