quinta-feira, 21 de agosto de 2014

A Técnica de Alexander-Melhor postura para melhor saúde






"A Técnica de Alexander é uma técnica de reeducação corporal e coordenação realizada a partir de princípios físicos e psicológicos. A técnica se baseia na autopercepção do movimento e é aplicável a diversos casos como alívio de dores na coluna, reabilitação após acidentes, melhora na respiração, posicionamento correto ao tocar instrumentos musicais ou cantar, além de outros hábitos relacionados.
A técnica leva o nome de Frederick Mathias Alexander que primeiro formulou seus princípios entre 1890 e 1900. Todos os atuais professores da técnica de Alexander participaram de um treinamento de três anos, com 1600 horas.
A técnica é ensinada em aulas, através de uma combinação de instuções verbais e de hands-on coaching (o professor toca o a aluno e posiciona seu corpo adequadamente).
Durante as aulas, que podem durar de 30 minutos a uma hora, os alunos, instruídos pelo professor, passam a inibir reações habituais e, no lugar delas, acham novos e mais eficientes meios de executar ações simples, como andar, parar de pé ou assentar"

(fonte:Wikipedia Portugal)
**********

                                                             Quem foi   

Frederick Mathias Alexander nasceu na Tasmânia,ilha e estado da Austrália localizada a 240 km da costa sudoeste do país, em 20 de janeiro de 1869.


Foi criança doente,mais velho de 12 irmãos e estudou em casa. Um preceptor acendeu nele a paixão por Shakespeare.Depois de adulto, estudou numa Escola de Teatro em Melbourne e tornou-se ator.  

Realizou o sonho de ter sua própria companhia que obteve muito sucesso na Nova Zelândia. Num certo momento, começou a perder a voz no final dos espetáculos e a única solução apresentada  foi o repouso das cordas vocais
.
Alexander decidiu tentar resolver ele mesmo o problema que  seu médico não foi capaz de entender.
Com muitos anos de paciência, determinação e o uso de alguns espelhos, apareceu a solução.
Mesmo duas semanas de descanso antes de uma performance não evitavam  o problema e a voz, no início da peças normal,desaparecia antes do final da performance.
Ele notou que, quando começava a dizer o texto, contraía os músculos do pescoço para  para puxar a cabeça para baixo e para trás
Ao mesmo tempo, fazia uma entrada de ar audível associada à compressão da laringe.  Imaginou que essa postura provocava um desalinhamento entre a cabeça e a espinha dorsal, rompendo com alinhamento geral desejado.  
Anúncio das aulas de Alexander
Esses fenômenos foram relacionados para a resolução de incômodos que ocorriam em todo seu corpo.
Superada a deficiência,os problemas de voz desapareceram gradualmente
O desejo de melhorar o desempenho no palco,levou seus colegas do teatro a buscar ajuda.
Assim, Alexander percebeu que a retração da cabeça e a compressão da laringe eram muito mais frequentes do que ele imaginava,que as pessoas eram afetadas em diferentes graus.    
 e passou a dedicar-se exclusivamente ao ensino da técnica.

Linha do tempo
Alexander aplica sua Técnica
Ele  formou um dos 12 irmãos em seu método e -ambos- se mudaram para Sydney,   Um respeitado cirurgiãoDr. JW Steward McKay, impressionado com a importância do que presenciou, persuadiu Alexander a  se mudar para Londres ( abril de 1904).onde poderia ter o reconhecimento merecido .Publicou seu primeiro livro em 1910:Man's Supreme Inheritance .Um grande número de personalidades do mundo do teatro e de toda sociedade,com  preocupação de  cuidar do corpo e da postura, passou a frequentar seu consultório.Em 1920 aconteceu o casamento com Edith Page.O casaadotou uma menina: Peggy (Margareth)Durante a Primeira Guerra Mundial foi para os Estados Unidos e  até e  1924, cruzou o Atlântico anualmente,dividindo o tempo entre os dois continentes. Prefaciado pelo filósofo americano John Dewey publicou, em 1924, seu segundo livro:Construtive Conscious Control of The Individual.Em 1932, Alexander criou o primeiro curso de formação para professores da Técnica e, em 1932, e publicou o  terceiro livro, The Use of The Self – 1932 (O Uso de Si Mesmo), que foi best seller na Inglaterra  
 
 A Técnica ficou cada vez mais reconhecida nos anos que antecederam a Segunda Guerra Mundial e o início do conflito exigiu uma nova mudança para os Estados Unidos-acompanhado de assistentes- para dar continuidade ao projeto.Publicou seu último livro em 1942,The Universal Constant  The Universal Constant in Living ", antes de voltar para a Inglaterra no final do conflito. Em 1947, depois de um julgamento exaustivo que acabou ganhando,  movido contra ele e seu trabalho por parte do governo Sul-Africano, Alexander teve um ataque que deixou como sequela  hemiplegia (no lado esquerdo do corpo).   No entanto, um ano depois, retomou seus ensinamentos,com as mãos melhoresdo que nunca,continuou a trabalhar até a morte súbita em 10 de outubro de 1955, consciente que  que deixaria como legado o controle de uma parte fundamental do funcionamento do corpo humanoA primeira Escola Brasileira de Formação de Professores da Técnica Alexander: Pensar Em Atividade, começou suas atividades em agosto de 2010. Em dezembro do mesmo ano, o curso recebeu certificado de reconhecimento e funcionamento emitido pela Associação Brasileira da Técnica Alexander, ABTA. A ABTA faz parte da Alexander Technique Affiliated Societies, ATAS tornando esse reconhecimento internacional******************************Em inglês,workshop sobre a Técnica de Alexander pela professora Rebecca Tuffey :https://www.youtube.com/watch?v=_ZzP5kR3Ak8 ***************************

3 comentários:

Gabriela Duvivier disse...

Muito bom o texto Tereza ! Adorei. Continua a escrever sobre a Técnica Alexander, é um assunto tão rico mas de difícil explanação. um beijo
Gabriela Duvivier

Gabriela Duvivier disse...

Muito bom o texto Tereza ! Adorei. Continua a escrever sobre a Técnica Alexander, é um assunto tão rico mas de difícil explanação. um beijo
Gabriela Duvivier

Gabriela Duvivier disse...

Muito bom o texto Tereza ! Adorei. Continua a escrever sobre a Técnica Alexander, é um assunto tão rico mas de difícil explanação. um beijo
Gabriela Duvivier