domingo, 25 de abril de 2010

20 anos do telescópio espacial que orbita fora da atmosfera terrestre


Edwin Hubble voltou para casa
(25 de abril,2010)
Edwin Powell Hubble (18891953) na foto, foi um astrônomo famoso por ter descoberto que as até então chamadas nebulosas eram,na verdade,galáxias fora da Via Láctea e "afastam-se umas das outras a uma velocidade proporcional à distância que as separa."
Seu nome foi dado ao primeiro telescópio espacial, posto em órbita em 1990, para estudar o espaço sem as distorções causadas pela atmosfera.
Hubble não foi aluno excepcionalmente brilhante mas,sim, destacado atleta no salto em altura.
Formou-se em Direito,para fazer a vontade do pai,mas logo abandonou a profissão para seguir seu destino: ser um gênio na astronomia, matemática e astrofísica.
Em 1914, estava no Observatório Yerkes, em Williams Bay, Wisconsin dedicando-se ao estudo das nebulosas,que deciciu separar como pertencentes ou não à Via Láctea.
Terminada a 1a, Guerra Mundial, em 1919, fixou-se no Observatório do Monte Wilson, na Califórnia, onde trabalharia até a morte. Usando um telescópio refletor que na época tecnologia de ponta ,na época,calculou a relação conhecida entre período e luminosidade das cefeidas, em geral, e do brilho aparente das cefeidas de Andrômeda,fora de nossa galáxiave a Via Láctea: chegou a cerca de dois milhões de anos luz.
O mundo se reorganizava depois do caos e a espetacular descoberta de Hubble passou batida mas -em 1920-mereceu o prêmio da Academia Americana para o Avanço da Ciência,dividido um pesquisador de outra área
Naquele ano,o astrônomo já havia descoberto várias galáxias,algumas muito parecidas com a Via Láctea e dava nome a uma Lei da astrofísica.
A Lei de Hubbles mesura a relacão entre a velocidade das galáxias no espaço e a distância da Terra e originou a chamada "Constante de Hubble",outra forma de cálcular distâncias intergaláticas.
Em 1940,recebeu medalha de ouro da Real Sociedade de Astronomia de Londres a medalha presidencial do mérito dos Estados Unidos, em 1946
No mesmo 1946,suas descobertas foram o ponto de partida para o físico russo Georgy Gamow (1904-1968) estabelecer a teoria do Big Bang.
Em 1948,para estudar os chamados "objetos estelares fracos",Hubble passou a utilizar o telescópio Hale no Monte Palomar, em Pasadena.
Faleceu em 1953,aos 63 anos e teve morte compatível:uma trombose cerebral indolor e instantânea.
A esposa Grace, certamente obedecendo desejos do gênio,não organizou um funeral público.
Seguidores e admiradores acham,simplesmente, que Hubble "voltou para casa".
O astrônomo seria homenageado em 1990, quando um telescópio espacial foi batizado com seu sobrenome. Após apresentar problemas relativos à qualidade das imagens, foi consertado por astronautas.
E pensar que se tivesse se curvado à inércia e aceitação da vontade paterna, poderia ter sido apenas mais um advogado desconhecido.
Faz tempo que não tenho mais dúvida sobre a força de nossa interferência no "destino traçado"
*****************************
Vídeo legandado mostra como a ciência mais adiantada pode ir direto ao coração da gente
http://buzzvolume.com/link/646886/story
site da NASA sobre o Sol
Nascimento de estrelas na nebulosa Carina-a 7.500 anos luz da Terra
Site oficial do Hubble
*********************************

Nenhum comentário: