quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Liberado jornalista que atirou sapato em Bush

 
Nove meses após o episódio que o tornou conhecido no mundo inteiro,Muntazer al Zaid(foto),
recebido como herói em sua comunidade,foi liberado ontem(terça- feira).
O jornalista   ficou famoso por atirar seus sapatos em Bush.A pena inicial era de três anos e ele conta que foi espancado e torturado com choques elétricos  na prisão.
A libertação coincide com a segunda visita a Bagdá do atual vice-presidente Joe Biden nos últimos 3 meses.
Relembre o ato de protesto e a interpretação do gesto no texto  postado em 16 de dezembro do ano passado.
****************************************************
A pontaria do jornalista e o sapato na cultura islâmica  

16 de dezembro, 2008
Fadia Bazzi ,editor esponsável pelos notociários do canal de televisão libanês"ANew TV' ,radical opositor do governo americano,ofereceu emprego ao jornalista iraquiano Muntazar al-Zaidi que -em Bagdá no domingo- jogou um par de sapatos no presidente americano George W. Bush
O salário será pago a partir do momento em que, com excelente pontaria,Muntazar executou um jab cruzado sapatífero em Bush que,por sua vez,demonstrou grande reflexo ao se desviar dos golpes. Imagem patética de final de mandato que ficará na História. Al-Zaid tornou-se de um dia para o outro umd ídolo nacional em seu país e outras nações que execram os americanos.
Na luta de box,o jab é um golpe frontal e rápido .O jab cruzado,tão poderoso como o direto, tem como alvo a lateral da cabeça do adversário
Ao atirar os sapatos no presidente americano, o repórter gritou :"Esse é o seu beijo de despedida do povo iraquiano, seu cachorro."
Na cultura árabe, ameçar uma pessoa com a frase "vou te bater" e acrescentar as palavras "com um sapato" é um insulto gravíssimo.Mostrar a sola do sapato ou cruzar as pernas de maneira que a sola do sapato apareça- uma ofensa enorme.
Entre os muçulmanos,o sapato é considerado um “objeto imundo” e existe a proibição de calçá-los em rituais religiosos.
Quando Bush pai esteve em Bagdad ,seu rosto aplicado num mosaico foi usado como tapete na porta de entrada do Hotel Rashid. Todas as autoridades visitantes pisaram na imagem do então presidente. Foi uma sutil vingança contra os crimes cometidos na liberacão do Kuwait, em 1991 *********************************************************************************************.

Nenhum comentário: