sexta-feira, 2 de junho de 2017

Trilogia Detetives da Ficção- 2 -Mandrake e a hipnose instantânea




O criador da série foi Lee Falk. 
 O primeiro designer , entre 1934 e 1964, foi Phil Davis,inspirado na figura real de Leon Madrake (1911-1993), de quem se tornou amigo.  Phil também criou o personagem Fantasma

Leon Mandrake  1911-1993
 Mandrake ,nos quadrinhos,era um ilusionista que usava a técnica de hipnose  instantânea,  usando os olhos e gestos das mãos e telepatia.
 As aventuras eram  situadas nos anos 20, com o mágico usando  cartola, capa de seda vermelha e um fino bigode. Aos poucos,  Mandrake tornou-se  um agente secreto.

Os grandes espetáculos em suas aventuras desapareceram em favor de investigações policiais convencionais,com hipnotismo sempre presente.




Mandrake aparaceu pela primeira vez no Brasil na revista Suplemento Juvenil número 101 de 10 de agosto de 1935, com a história (título em português) "Sorcin, o sábio louco".  

Em 1939, a Columbia Pictures, inspirada no sucesso dos quadrinhos, resolveu fazer o seriado Mandrake the Magician, sob direção de Norman Deming e Sam Nelson e estrelado por Warren Hull. O seriado teve 12 capítulos. 

    Características ( Fonte:Wikipedia)

    Ambientada nos anos trinta, a história nos mostra Mandrake elegantemente vestido em finos ternos, usando cartola e luvas e uma capa forrada em vermelho. 
    Morando em Xanadú, propriedade fantástica no alto de uma colina, combatia os criminosos usando a hipnose como arma.

     Sua noiva, a princesa Narda de Cockaigne, fictício reino na Europa oriental, e seu companheiro inseparável, Lothar, gigante príncipe africano que abandonou sua tribo para acompanhar o mágico e surrar os bandidos com sua força, eram os personagens mais constantes nas histórias.

     Lothar, provavelmente, foi o primeiro personagem negro nas histórias em quadrinhos, mesmo que de uma forma caricata, usando roupas de pele e um chapéu típico turco.[5]

    Revistas em quadrinhos

    "'Mandrake foi muitas vezes reimpresso em revistas em quadrinhos  
    A Dell Comics publicou uma história inédita em uma edição da revista Four Color.[

    Em 1995, a Marvel Comics publicou uma minisérie, escrita por Mike W. Barr e ilustrada por Rob Ortaleza. Forma publicadas apenas duas das três edições planejadas.

    Mandrake é destaque juntamente com o Fantasma em The Phantom Annual # 2, escrita por Mike Bullock e Kevin Grevioux e publicado pela Moonstone Books.[7]
    Em 2013, a Dynamite Entertainment lançou uma minissérie  em cinco edições chamada King's Watch (onde, assim como na série animada como em Defenders of the Earth, Fantasma se une com Mandrake e Flash Gordon).
    Em 2015, publicou outra minissérie como parte da série "King",   escrita por Roger Langridge e ilustrada por Jeremy Treece.[
    Em maio de 2016, os heróis da King Features são reunidos novamente em Kings Quest, escrito por Ben Acker e Heath Corson e ilustrado por Dan McDaid."

     

    Televisão
    Em 1972, apareceu no longa-metragem de animação Popeye Meets the Man Who Hated Laughter, exibido como parte do The ABC Saturday Superstar Movie, ao lado de Popeye e outros personagens de tiras distrbuídas pela King Features .  

    Em 1979, a NBC exibiu um longa-metragem, estrelado por Anthony Herrera.

      Em 1994, a Hearst  Corporation  apresentou uma série de futurista do Fantasma em desenho animado, Phantom 2040 Mandrake aparece no episódio The Magician.


    Entre 1935 e 1941, o herói teve quatro livros da coleção  Big Little Books.

    Rádio
    Entre 1940 e 1942, Mandrake teve um programa de rádio transmitido pela Mutual Broadcasting System.

    ******

    Repercussão (meio tardia e sem conexão com o personagem original ) no Brasil 
     Na série, Mandrake é um advogado do Rio de Janeiro, especializado em resolver casos de chantagem e extorsão, envolvendo principalmente indivíduos da alta sociedade carioca com as camadas mais baixas da sociedade.
    Foram exibidos  série  13 episódios, de 30 de outubro de 2005 
     a 16 de dezembro de 2007 (pela HBO).
     No elenco, Marcos Palmeira,Marcelo Serrado e Luís Carlos Miele,entre outros.

    *************************
     

    Nenhum comentário: