sábado, 24 de março de 2012

Combo Cultural Outonal em Buenos Aires-2

Uma releitura do passado no Palais de Glace


Palais de Glace ou Palácio Nacional das Artes é um centro de exposições localizado no bairro de  Recoleta,em Buenos Aires. 

Foi inaugurado em 1910, para receber uma pista de gelo de 21 metros de diâmetro, como parte de um clube frequentado  por famílias ricas e,depois,foi remodelado para ser salão de baile,palco grandes orquestras de tango da década de 1920.
Em  1931, o governo da cidade cedeu  o prédio ao Ministério de Educação e Justiça  e passou a  sediar  a Direção Nacional de Belas Artes.
Em 1954 ,foi anexo de um canal de tv.
A partir de 1960, voltou a funcionar como sala de exposições, função que perdura até a atualidade.
Em 2004, um decreto do Poder Executivo Nacional declarou a este edifício monumento histórico nacional.

(fonte:Wikipedia)
***********************************************************
Atualmente, ali está em cartaz a exposição 

cartaz da exposição
Arte Memoria Colectivo
El Arte como impugnación del  Silencio

A proposta é manter viva a memória das gerações vítima do terrorismo da ditadura milita,responsabilidade que a sociedade argentima assumiu  de forma quase integral, à medida em que o sistema democrático se firmou.

 progresso da montagem de uma das obras

Entre 2010 e 2011, em-Buenos Aires,Bahia Blanca e Rosario,foram pintados quadros de desaparecidos políticos e organizadas intervenções  para comemorar o "Dia da Identidade",25 de outubro
O evento aconteceu num antigo quartel utilizado para prisão, tortura e morte.
As imagens, transformadas em enormes cartazes cortados em pequenos pedaços numerados,foram remontadas pela população-que compareceu em massa.

 **********

 Dia da Memória, Verdade e Justiça- 24 de março de 2011

O projeto  Arte Memoria Colectivo foi  lançado durante a investigação dos crimes bárbaros da ditadura militar,primeiro apoiado pelas organizações de Direitos Humanos e familiares das vítimas,depois contando com o apoio governamental e da sociedade argentina.


No dia 24 de março de 1976 um golpe de Estado cívil/militar derrubou o governo da presidente  María Estela Martínez de Perón, segunda mulher do General tentando ser sucessora de Evita no amor do povo.
Tomou o poder uma junta formada por militares das 3 Forças Armadas: Jorge R. Videla (Exército),Emilio E. Massera (Marinha) e Orlando R. Agosti (Aeronáutica) que  se  autodenominou “Processo de Reorganização Nacional" ou,simplesmente," O Processo ".

Vieram no 'pacote' :violência tremenda,ações de terrorismo  protagonizadas pelas Forças Armadas,ações guerrilheiras e a formação de um grupo parapolicial chamado "Triplo A "  

 Guerra Imunda

A Junta militar usou a repressão conhecida como "Guerra Suja",com a cooperação das demais ditaduras militares existentes na América do Sul e estabeleceu o Plano Condor,com a "proteção" do governo dos Estados Unidos e a absoluta passividade da comunidade internacional.
A ditadura argentina sequestrou,torturou e matou dezenas de milhares de pessoas, hoje conhecidas como"Os Desaparecidos,muitos deles executados e enterrados em fossas comuns ou lançados em alto mar  de aviões militares.
Foram estabelecidos centros clandestinos de detencão, para cumprir à risca a decisão de eliminar qualquer foco de reação.

Talvez a mais terrível atitude do governo ditatorial foi a apropriação dos mais de 500 bebês  das mães que estavam em cativeiro.
Cerca de cem deles foram resgatados e recobraram suas verdadeiras identidades graças à  luta das mulheres conhecidas como "Mães da Plaza de Mayo".


***********************************
SERVIÇO

Palcio Nacional de Las Artes-Palais de Glace

Exposição Arte Memoria Colectivo
El Arte como impugnación del  Silencio

De 13 de março a 22 de abril de 2012

Posadas,1725 ou Av del Libertador 1248
Buenos Aires

De terça a sexta das 12 às 20 horas
Sábados, domingos e feriados das 10 às 20.
Fechado às segundas -feiras.

Entrada Franca

 Tel :54(11)4804-1163
www.palaisdeglace.gob.ar

Nenhum comentário: