quarta-feira, 30 de março de 2011

Comunicado da Anistia Internacional

Militantes egípcias forçadas a fazer "teste de virgindade"

Militares egípcios forçaram dezoito mulheres que faziam um protesto pacífico no dia 9 de março de 2011, na Praca Tahir,à humilhação de um "teste de virgindade"
E, se falhassem no "teste",foram avisadas que seriam punidas por prática de prostituição.
Uma das mulheres afirmou ser virgem mas os testes ,supostamente, provaram o contrário.Recebeu choques elétricos nas partes genitais.
Isso se chama TORTURA.
O capítulo da Anistia Internacional nos Estados Unidos,na pessoa de Geoffrey Mock, denuncia o fato.
Vem a público afirmar que é inconcebível que mulheres sejam submetidas a este tratamento degradante pelo simples fato de serem mulheres.
E informa o envio de petição à Secretária Hillary Clinton pedindo que use sua influência junto à comunidade internacional, para que seja feita uma séria investigação a respeito do episódio.
**************************************************************

Nenhum comentário: