quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Efeitos dos psicotrópicos no organismo humano 
( fonte:  OMS-Organização Mundial de Saúde,órgão da ONU)
  No Brasil a legislação sobre drogas se refere a “entorpecentes” e são encontradas referências a narcóticos. Entre droga e fármaco (substância que altera o funcionamento do organismo) a OMS (Organização Mundial da Saúde)órgão da ONU, prefere usar a palavra “droga “. Psicotrópicos são as substâncias químicas que atuam sobre o sistema nervoso central - podem ser naturais ou sintéticas.
Alterando a química do cérebro e agindo sobre as células nervosas, estas drogas alteram a personalidade, produzindo sensações que podem mudar radicalmente a conduta do usuário.
Os psicotrópicos podem ser agrupados como sedativos e tranqüilizantes.
 Com a diminuição da resistência psíquica fazem cair o poder intelectual e diminuem as tensões emocionais.
Os barbitúricos (ácidos pertencentes a grupo de medicamentos de ação hipnótica e sedativa, substância isolada em 1863pelo químico alemão A.Baeyer) são compreendidos neste grupo : Luminal, Nembutal, Veronal, Almital e os não barbitúricos: Equanil, Doridem e Librium, Psicanaléticos
Melhoram a fadiga, agem sobre a depressão e aumentam a resistência psíquica. Os psicanaléticos mais usados são as anfetaminas (substâncias estimulantes do sistema nervoso) : Bezendrina, Dexedrina e Metedrina.
Psicodélicos São substâncias que desorganizam a atividade do cérebro. Neste grupo estão: Os euforizantes (substâncias que causam a sensação de bem-estar) : álcool, ópio e seus derivados - Morfina e Heroína - e, também, a cocaína.

E os Alucinógenos (que provocam alucinações artificiais ou estados de euforia patológica) como a Mescalina, Butofenia, Andrenolutina, Psicolocibina, Maconha, LSD 25, Femilciclina, DMT (Dimetriltiptamina). Para cada necessidade patológica existe a substância que a supre , mas qualquer desconforto ou efeito colateral deve ser imediatamente relatado ao seu médico, que é única pessoa habilitada a prescrever psicotrópicos.

 Os efeitos colaterais mais freqüentes são:
Boca seca, prisão de ventre, dificuldades para urinar ( o jato urinário fica mais fraco), alteracões no desempenho sexual, tonturas e sonolência.
A dependência química é o estado em que o indivíduo sente o desejo irreprimível de tomar a droga de maneira contínua para sentir os efeitos psíquicos que ela traz. A privação causa a crise de abstinência e a dependência pode ser a um ou mais fármacos.

O toxicômano(ou adicto) sente um desejo irrestível de utilizar a droga (adição) e a necessidade de aumentar cada vez mais a dose para obter mesmo efeito : é a tolerância. A dependência física ocorre quando o organismo do usuário não consegue funcionar sem a droga e emite sinais de que está sentindo falta : tremores, taquicardia, mal estar e angústia.

A droga irá aliviar estes sintomas. Usar psicotrópicos por auto determinação pode causar dependência psíquica,que é a necessidade vital da droga, sem a qual o usuário sente que não conseguirá mais existir.
A droga envenena, intoxica, cria dependência e escravidão psicológica e emocional e, em doses elevadas e continuadas, mata
**********************************************

Um comentário:

Pedro Luso de Carvalho disse...

Olá, Thereza,

Gostei do novo visual de teu blog, parabéns.

Alías, este faz parte dos links de meus blogs: Quandrantes e Panorama.

Um abraço.

Pedro.