domingo, 25 de outubro de 2015

A livraria Shakespeare & Company Ontem e Hoje

Sylvia Beach na porta de sua livraria


É clássica e consolidada a história de amor entre as artes  e a margem esquerda do Rio  Sena, Paris.


Sylvia Beach,nascida em 14 de março de 1887 em Baltimore,Maryland,havia tido essa experiência ainda adolescente, quando o pai,pastor evangélico, veio trabalhar na American Church em Paris, durante dois anos, 

Como mulher adulta,voltou `a Europa para estudar espanhol. italiano e literatura francesa na Sorbonne,em 1917.

Neste momento, conheceu  Adrienne Monnier,proprietária de uma livraria chamada 
 La Maison des Amis des Livres, antecipando o formato atual que bem conhecemos  : cafeteria,mesas e cadeiras,paredes adornadas de fotos artísticas onde os frequentadores perceberam a mudança : o vendedor  passou a ser um profissional  da arte e da cultura.

Era  tudo perfeito: um bom tempo para ser vendedor de livros e época gloriosa para a literatura.Paris tinha vibrante comunidade de  intelectuais expatriados,as revistas literárias estavam florescendo e o dólar estava muito bem cotado no mercado.
Adrienne tinha sua revista  Naivre d Argent, para aproximar leitores franceses do trabalho de autores de língua inglesa.

Primeiro grande amiga e,depois, companheira por 36 anos, encorajou Sylvia a abrir  seu próprio espaço em 1919,depois(1922),no famoso endereço 12 rue de L'Odeon, no 6º arrondissement  
Exterior da loja nos dias de hoje
Durante os anos 20,a Skakespeare and Company,editora,livraria e uma espécie de  locadora de livros foi segunda casa ,banco correios,hotel,de Erza Pound,James Joyce, TS Elliot,Scott Fitzgerald Hemingway e muitos outros 

A livraria também foi responsável por publicar a obra prima de James Joyce-    Ulisses, obra rejeitada e proibida no Reino Unido e nos Estados Unidos por ser considerado imoral.



Depois de viver o apogeu  no período entre-guerras, a Shakespeare and Company teve que fechar,embora clientes fiéis tenham se cotizado para mantê-la funcionando durante algum tempo.
Com a queda de Paris, em 1941,os livros, quadros e manuscritos da loja foram confiscados pelos nazistas.
Sylvia Beach transferiu o que foi possível para um apartamento nas imediações,mas por esta "suprema audácia" ficou presa  por seis meses em um estabelecimento penitenciário em Vittel por ordem do comando alemão.

 Com a liberação de Paris, em agosto de 1944,a loja da rue de L"Odeon ficou disponível.   

Hemingway apareceu para saudar a proprietária  e sua compnheira e por ali ficou até ter certeza de que  estavam sãs e salvas


Mas a loja nunca mais abriu. Sylvia permaneceu em Paris até sua morte aos 75 anos,em 5 de outubro de 1962
Ali, passou grande parte de sua vida, enriqueceu os anos 20's e,como declarou, encontrou "três grandes amores:Adrienne Monnier,a Skakeaspere and Company e James Joyce".
  

****************************

A Shakespeare and Company atual

"Utopia fantasiada de livraria"

LIvraria de George Whitman, agora dirigida pela filha e quase xará da proprietária da loja original Sylvia Beach Whitman, foi inaugurada em 1951, na margem esquerda do Sena com o nome Le Mistral,no local de antigo mosteiro do século 18,no número 37 da Rue de la Bûcherie,pertinho da Notre Dame.
Tem o mesmo foco da "matriz",reuniu muitos expoentes da Beat Generation como Allen Ginsberg, Gregory Corso e William S.Burroghs.
Clientes como Henry Miller, Anais Nin e Richard Wright   eram assíduos.

Treze leitos estão disponíveis para escritores de passagem pela cidade e, desde sua inauguração, 40 mil pessoas os 
ocuparam.


*****************
Shakespeare  and Company






  • Endereço: 37 Rue de la Bucherie, 75005 Paris, França
    Telefone:+33 1 43 25 40 93
    Horário:

    segunda-feira10:00–23:00
    terça-feira10:00–23:00
    quarta-feira10:00–23:00
    quinta-feira10:00–23:00
    sexta-feira10:00–23:00
    sábado11:00–23:00
    domingo11:00–23:00






  • ************************
       .

    Nenhum comentário: