quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

11 de janeiro 2013- 11 anos do episódio Guantanamo

Manifestação da AI em 10 de janeiro de 2012
Neste triste "aniversário" de 11 anos ,a Anistia Internacional pede a seus Membros que participem da ação que visa lembrar ao Presidente Obama-próximo a  tomar posse em seu segundo mandato- que foi promessa de campanha  (da primeira!) negociar o encerramento da  vergonhosa prisão de Guantanamo e  resolver a situação de seus prisioneiros.

Dia 11/1/2012, ao meio dia,haverá  novamente uma manifestação em frente `a Suprema Corte, em Washington, DC.166 pessoas vestidas com roupas cor de laranja representarão os detidos ainda sem julgamento formal

 ************



 Guantánamo é uma cidade localizada ao sudeste de Cuba, capital da província do mesmo nome e,pelo censo de 2002,possuía cerca de 209 mil habitantes.Milho,açúcar e algodão são seus principais produtos.
Foi o poeta José Marti (1853-18950 ) patriota cubano e precursor do movimento Modernista,que tornou Guantánamo mundialmente conhecida.
Guardadas as devidas proporções e respeitada a perspectiva do tempo, assim como Tom Jobim fez com a "Garota de Ipanema,”Guantanamera” significa bela mulher de Guantánamo e foi usada como mensagem de paz e liberdade.

A letra é extraída do também muito conhecido poema de Marti ” Cultivo La Rosa Blanca".A música é de José Fernandez Días,

Guajira ou punto cubano é um ritmo musical da região ,originado dos filhos de espanhóis nascidos :os criollos, e também significa camponesa.

A base militar na terra de ninguém

A prisão de Guantánamo ou Campo de Detenção de Guantánamo é um cárcere americano na Base Naval de Guantánamo-localizada na baía do mesmo nome e ocupa de 116 quilômetros quadrados .
Desde sua abertura, já passaram por ali 775 prisioneiros sem acusação formada, sem processo constituído e, obviamente, sem direito a julgamento e vivendo numa espécie de limbo moral.

Atualmente são 660 prisioneiros, de 43 países,com idades de 13 a 15 anos e também com mais de 80 anos.
A prisão/Base foi estabelecida por membros da Marinha americana em 6 de junho de 1898, durante a Guerra Hispano-Americana.
Alugada aos Estados Unidos em 2 de julho de 1903, por um acordo assinado pelo presidente Theodore Roosevelt pelo valor de cinco mil dólares anuais pagos ao governo cubano (até hoje) e por prazo indeterminado
O espaço só pode voltar para Cuba se for abandonado e só pode ser revertido ao controle cubano caso seja abandonado ou por consentimento mútuo’, de acordo com uma renegociacão que ocorreu em 1934.


Promessa de campanha não cumprida
Em 2009, o site da associação American Civil Liberties Union (ACLU) divulgou a seguinte nota: “No dia 22 de janeiro de 2009, já sob o mandato de Barack Obama, o presidente americano assinou o decreto que ordena o fechamento do centro de detenção de Guantánamo e proíbe os abusos durante interrogatórios, exigindo respeito à Convenção de Genebra: "O centro de detenção de Guantánamo objeto desta ordem será fechado o mais rápido possível e, no mais tardar, no prazo de um ano a partir da data da ordem"

Continua a espera.
Além da prisão de Guantanamo Bay, Obama ordenou também o fechamento de todos os centros de interrogatórios secretos da CIA em todo o mundo. As instruções determinam que apenas as medidas contidas no manual militar podem ser aplicadas nos interrogatórios.
Obama declarou ainda que será feita imediatamente uma ampla revisão dos métodos empregados para lidar com suspeitos de terrorismo, tendo em vista a proteção do país o respeito à norma legal”
O então fenômeno mediático queridinho da mída bem que tentou cultivar sua rosa branca.
Continuamos aguardando que o jardim floresça.
***********************
As duas estrofes a seguir são as 4a e 5a do poema que deu origem `a "Guantanamera"
Cultivo una rosa blanca
(José Marti)
Cultivo una rosa blanca
En julio como en enero
Para el amigo sincero
Que me dá su mano franca
Y para el cruel que em arranca
El corazón con que vivo
Cardo ni ortiga cultivo
Cultivo una rosa blanca.
*****************************************************************

Nenhum comentário: