terça-feira, 3 de abril de 2012

A Federação Nacional dos Jornalistas e o PEC 33

Repasso matéria e me associo ao movimento pela exigência de diploma para o exercício da nossa profissão .


**********************

Jornalistas pedem votação da PEC 33 no Senado




"Dirigentes da FENAJ e de Sindicatos de Jornalistas fizeram nova rodada de contatos com parlamentares nesta quinta-feira (29) em Brasília, em prol da aprovação pelo Senado, em 2º turno, da PEC 33/09, que restabelece a obrigatoriedade da exigência de diploma para o exercício da profissão de jornalista. A ideia é buscar a votação da matéria no período em que se comemora o Dia do Jornalista.
A delegação de dirigentes da FENAJ que se reveza em acompanhamento dos trabalhos no Senado será reforçada com a participação de dirigentes de Sindicatos da categoria que já se deslocam a Brasília para a reunião do Conselho de Representantes da Federação que aconteceu no último final de semana.
 
Como se aproxima o período em que se comemora o Dia do Jornalista, 7 de abril, o objetivo é buscar a votação da matéria nas próximas semanas. 

“Buscaremos contatos com senadores e com a Frente Parlamentar em Defesa do Diploma para buscar que o compromisso de lideres de votar a PEC dos Jornalistas se efetive em abril”, informa o presidente da FENAJ, Celso Schröder.
A Federação pretende, também, ampliar as mobilizações em favor da PEC 33/09. 
“Exatamente por estarmos próximos do Dia do Jornalista, a mobilização em defesa da profissão e de sua valorização, que é permanente, deve ganhar mais robustez em abril”, sinaliza o sindicalista.
 
 

Um comentário:

BR disse...

Dispensam-se rios de tinta para que a relevância do assunto de que aqui se trata reste demonstrada.

Lamenta-se, contudo, não apenas o lapso temporal até os dias atuais decorrido, mas, sobretudo, o que ainda está por vir.

Isso porque, como sabido, apresentada a proposta, será ela discutida e votada em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, considerando-se aprovada quando obtiver, em ambos, três quintos dos votos dos membros de cada uma delas (CF, art. 60, § 2º).

Finalmente, uma vez aprovada, a emenda será promulgada pelas Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, com o respectivo número de ordem.

Desse modo, além da votação, em segundo turno, pelo Senado Federal, a PEC 33/09 seguirá, como destacado, à Câmara dos Deputados, procedimento que, ao que tudo indica, não deve primar pela celeridade.

E, ainda assim, como já dizia o poeta, “[t]odos acreditam no futuro da Nação”...

Afinal, “[q]ue país é esse?”.

Bjs,

BR