sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Mark Hanna, o primeiro marqueteiro


Na foto acima,Marcus Alonzo "Mark" Hanna ( 1837 - 1904), um industrial e político republicano de Cleveland, Ohio .
Em 1896,ele foi o que hoje chamamos "marqueteiro"da eleição presidencial de William McKinley num pleito super bem financiado ( foram arrecadados cerca de 3 milhões e 800 mil dólares) tornando-se,depois, um dos membros mais poderosos do Senado dos EUA .
O slogan da campanha foi "Prosperidade em casa, prestígio no exterior" (vem cá,leitor... isso não te lembra nada?)

A ilustração mostra o candidato segurando a bandeira dos Estados Unidos, em pé sobre uma moeda de ouro- a "moeda forte",apoiado por homens brancos de diversas camadas sociais e ladeado pelas palavras "comércio"-representado pela imagem de navios e "civilização"- pelas fábricas.
Em plena segunda fase da revolução industral (de 1860 a 1900) e com a produção industrial mecanizada americana já querendo se voltar para o mercado mundial, a imagem é um achado.


***************************
"William Mckinley Jr. ( 1843 — 1901) foi o 25º presidente dos Estados Unidos da América, de 1897 até 1901, quando foi assassinado pelo jovem anarquista Leon Czolgosz.
Durante seu governo a área territorial se expandiu por meio de anexações, invasões e conquistas, incluindo Cuba e as Filipinas, após a Guerra Hispano-Americana, e o Havaí.

Mackinley (foto) também anexou os Territórios Índios do Oeste, sem o consentimento de nenhum dos povos habitantes destes.
Como candidato republicano na eleição presidencial de 1896, ele manteve o padrão ouro, promovendo o pluralismo entre os grupos étnicos. Sua campanha, concebida por Mark Hanna, introduziu um novo estilo de campanha publicitária que revolucionou campanhas técnicas práticas, o que o fez vencer a cruzada do seu arqui-rival, William Jennings Bryan.
A eleição de 1896 é, muitas vezes, considerada um realinhamento eleitoral que marcou o início da Era Progressista. Após sua morte, McKinley foi sucedido por seu vice-presidente, Theodore Roosevelt"
(trecho em vermelho :fonte Wikipedia Portugal) *******************************************************

Um comentário:

A Verdade disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.