domingo, 29 de agosto de 2010

Black 2 Black-Festival de música, política e cultura africanas


De 28 a 30 de
agosto de 2010

Rio de Janeiro
O evento
A África é aqui e- por três dias- fica na estação da Leopoldina,na Cidade Nova,antigo terminal ferroviário e de onde saíam os saudosos "Trens de Prata" para São Paulo.
Entre 28 e 30 de agosto (de ontem até amanhã) o público terá à disposição o melhor da música africana,nomes de peso como o músico senegalês Youssou N’Dour,debates com a ativista política moçambicana Graça Machel e mesas com participantes do nível da economista zambiana Dambisa Moyo, do escritor e pintor sul-africano Breyten Breytenbach-líder na resistência ao Apartheid, o cineasta sul-africano Gavin Hood que produziu o filme "Tsotsi", o escritor angolano José Eduardo Agualusa e o humanista Bob Geldof,artesanato e culinária.
Na parte musical a presença de artistasl como Marisa Monte, Ed Mota, Gilberto Gil, Mart´nalia, D. Ivone Lara e Luiz Melodia.
Como atrações internacionais, além de Youssou N'Dour , Angelique Kidjo, do Benin; Paulo Flores, de Angola; Mayra Andrade, de Cabo Verde e Omara Portuondo, de Cuba.
O local do evento
Estação Leopoldina era uma estação ferroviária que foi inaugurada em 1897 e fechada em 2004, quando pertencia à Supervia (a concessionária de transportes ferroviários do RJ).
"Este terminal ferroviário, que leva o nome de Barão de Mauá, foi construído em 17 de maio de 1923 pela então Estrada de Ferro Leopoldina. A estação foi fechada para passageiros em janeiro de 2001, com o remanejamento destes para o terminal D. Pedro II (Central).
Atualmente, o terminal, que pertence ao governo do estado do Rio de Janeiro, é utilizado em parte como depósito de trens.
Ela em si, fica a maior parte do tempo vazia e fechada.Muitos ainda sonham com a reabertura da estação de Leopoldina para que volte a ser uma estação de trem com os ramais da Supervia." (Fonte:Wikipedia Portugal)

Nenhum comentário: