terça-feira, 19 de junho de 2018

MUJI - um conceito de consumo (ou anticonsumo)

 

 

                                                         Logo da marca sem marca

 Muji (無印良品 Mujirushi Ryōhin) é uma empresa de varejo japonesa que vende  grande variedade de bens domésticos e de consumo e se caracteriza  pelo minimalismo de design, pela ênfase na reciclagem, na preocupaçao em reduzir o desperdício na produção e embalagem e  na prática do   "não-logotipo".   
O nome é derivado da primeira parte de Mujirushi Ryōhin, traduzido como  "Produtos de Qualidade sem Marca" 

A empresa começou com 40 produtos na década de 1980: artigos de papelaria e vestuário para homens e mulheres,  alimentos  e   utensílios de cozinha e projetos arquitetôncos e  um automóvel,Muji Car 1000, produto de uma colaboração em 2001 com a Nissan.Eram 1000  unidades,em modelo "espartano", com bancos de vinil, encontrado  na cor 'mármore branco" e vendas apenas online. 

Hoje, a marca sem marca vende mais de 7.000 produtos com " preços mais baixos do que o habitual",devidos aos  materiais selecionados, à mininizaçao da embalagem e à rapidez nos processos de fabricaçao. 
O  primeiro hotel está previsto para 2019, como parte do complexo Marronnier Gate Ginza. 

Países onde existem as lojas MUJI:
 No Japão,  328 lojas operadas diretamente e fornecimento a 124 lojas, a partir de agosto de 2017.  
Existem 418   pontos de venda internacionais a partir de agosto de 2017 :Reino Unido (12), França (9),  Itália (9),  Alemanha (7),  Irlanda (1),  Suécia (8),  Noruega (4) Espanha (5), Singapura (10), Malásia (5), Hong Kong (17), Turquia (2), Polônia (1), Portugal (1),  China continental (200), Taiwan (45), Tailândia (15), Austrália (3), Indonésia (6), Filipinas (7), Kuwait (2), Emirados Árabes Unidos (4), Índia (2).   

Na cidade de Nova York, a Muji fornece produtos para uma loja de design no Museu de Arte Moderna e mantém uma loja emblemática.
 A partir de abril de 2017, existem 5 lojas em Manhattan, uma no norte de Nova Jersey, uma em Boston e 6 lojas na Califórnia.   

Uma pequena filial está no Aeroporto Internacional JFK. 


Marca de marca sem marca 

"A estratégia sem marca da Muji (marca genérica)  é orientada o sentido de gastar  pouco dinheiro   em propaganda ou marketing clássico.
O  sucesso de Muji é atribuído `a boca a boca,  a uma experiência de compra simples e ao movimento anti-marca. "
(Wikipedia) 
****************. 

Visite o Facebook da MUJI Portugal

https://www.facebook.com/MUJIPortugal/ 

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Chacarera,dança folclórica tradicional da Argentina


 

  Assim nos ensina a Wikipedia:


"Chacarera é uma dança e música popular originária do noroeste da Argentina desde o século XIX. A música toca-se geralmente com violão, violino, acordeão e bombo leguero
A chacarera pertence ao grupo de danças picarescas, de ritmo ágil e caráter muito alegre e festivo. 
No caso da chacarera boliviana a vestimenta da mulher apresenta flores estampadas e são de cores 'quentes' babados, avental e sapatos de salto baixo. 
Em nenhum caso existem fitas de cor no cabelo, e o penteado é uma trança. O homem usa botas, bombachas, rastras, camisa, lenço, chapéu e, nas épocas de frio, poncho"

***********************************

Assista aos vídeos

 Mercedes Sosa
"Para cantar he nacido"

https://www.youtube.com/watch?v=H4x9oSFX5DA

"Chacarera del Rancho"



 https://www.youtube.com/watch?v=47g0Ed1eHaY


É difícil chegar às origens da Chacarera por falta de documentos e referências.
No entanto, de acordo com a tradição oral , surgiu em Santiago del Estero, mais precisamente em Salavina. 
O fato de,nesta província, existirem chacareras com letras em  dialeto quíchua  santiaguenho é um fator comprovante da teoria.
 

Ali foi encontrada a  primeira menção  por Isabel Aretz, em "Memórias de Florencio Sal,publicado em Tucuman em abril de 1913. 
 

O nome vem da palavra "agricultor-chakra'
porque normalmente é dançado no campo,  mas vem sendo trazida aos poucos para as cidades. 


Em meados do século XX, com a chegada de  de migrantes internos nas zonas industriais, a chacarera chegou a Buenos Aires. 
Na década de 60. com o ressurgimento do gosto pelo folclore nacional,  sua popularidade aumentou.
***

Intérpretes mais conhecidos: 

*Los Kari Huainas (1947) (Homens Jovens), dirigido por Oscar Segundo Reed representando 5 gerações de músicos folcloristas em Santiago del Estero e que ainda continua, em atividade 
 

*Chalchaleros (1948),
"* The Border (1953), Los Salta (1958), Los Cantores del Alba (1958), o Tucu tucu (1959), o Manseros santiagueños (1961), Hermanos Nunez (1965) Mercedes Sosa (1965), Duo Salteño (1967) 
Família Carabajal (1970), que representa muitas gerações de músicos e cantores chacareros, começando com Agostinho Carabajal, Carlos Carabajal (que começou com o conjunto Kari Huainas) e em seguida, com Carabajal, de Peteco, Roxana, entre outros.
*** 
Esta dança é tocada e dançada em muitas províncias da Argentina, especialmente em Catamarca, Salta, Tucumán, Santiago del Estero, Jujuy e no norte cordobês.A Chacarera  continua sendo argentina, apesar de nos últimos 40 anos  sua prática ter se instalado no Chaco boliviano.  

O esclarecimento quanto à origem e propriedade do chacarera foi a voz enérgica da dançarina e coreógrafa boliviana Amanda Zelaya. 

Zelaya afirmou  que em todas as   pesquisas não encontrou nenhuma música boliviana semelhante à   chacarera/
E  que esta forma musical não faz parte do património da Bolívia, mas é,ao contrário, uma dança "adquirida" e  que a  influência é notória,"empréstimos culturais em termos antropológicos" 

*****
Foi  a migração de bolivianos trabalhando na colheita  que ajudou a  divulgar a dança nos  campos  do norte da Argentina e,depois. a espalhou na Bolívia. 

 Ali existem grandes intérpretes e compositores de chacareras como Yalo Cuellar, Esther Marisol, The Black Palma, Juan Enrique Jurado, Los Canarios del Chaco, Huáscar Aparicio, Dalmiro Cuellar, 
A  dança é popular em vários   departamentos da Bolívia, especialmente no  Chaco Tarijenho, no  Chaco Santa Cruz  e no na Chuquisaca e chega até a lugares muito distantes como a   a cidade de Tarija.

terça-feira, 12 de junho de 2018

O "Dia dos Namorados" no Brasil


O "Dia dos Namorados" no Brasil


O Brasil,na contra-mão do resto do mundo que comemora em 14 de fevereiro,festeja a data no dia 12 de junho




************




A origem de tudo está no século III d.C., em Roma, quando o imperador Claudio proibiu o casamento nos tempos de guerra, pois preocupações com responsabilidades familiares poderiam prejudicar o desempenho dos soldados.
Um religioso transgressor, Padre Valentim, desobedeceu a ordem e continuou as celebrar matrimônios.
Foi condenado à morte pela desobediência tendo sido, mais tarde, canonizado. A data de sua morte, 14 de fevereiro, passou a ser lembrada duplamente por ingleses e franceses, a partir do século XVII : Dia de São Valentim e dos Namorados.******





Desde 1949 o Brasil comemora em 12 de Junho o Dia dos Namorados.

Entre nós, a escolha da data teve razões muito pragmáticas.

O publicitário João Dória, (pai do  exl Prefeito de São Paulo).da agência Standard Propaganda recebeu encomenda de uma campanha para a extinta loja Clipper, com objetivo de alavancar as vendas de junho, na época um mês muito fraco para o comércio varejista.
Aproveitando a proximidade do dia de Santo Antonio, o casamenteiro, e contando com o apoio Federação de Comércio de São Paulo, instituiu no Brasil a comemoração e sua equipe criou o slogan: "Não é só com beijos que se prova o amor".


*No Japão, onde a comemoração foi introduzida em 1936, há uma inversão de papéis : neste dia as mulheres é que tomam a frente, presenteando seus amados com caixas de chocolates.

*Na Europa e na América do Norte a festa é no dia de São Valentim: 14 de Fevereiro.

*No México, as comemorações ainda incluem missas, quando os casais pedem proteção e felicidade no amor. Nos Estados Unidos e nos países europeus, as pessoas presenteiam também aqueles de quem gostam: pais, mães, irmãos e amigos.

Para seguir a lenda ou como estratégia de marketing, o certo é que a data "pegou" no Brasil porque entre apaixonados sempre há lugar para festejar o encontro da alma gêmea ("infinita enquanto dure")


**************************



"Minha Namorada"


Na delicada interpretação de Fábio Jr.

Em 59º. lugar entre AS 100 MAIORES CANÇÕES BRASILEIRAS DE TODOS OS TEMPOS, segundo a revista Rolling Stone, está a música “Minha Namorada”, um dos maiores sucessos da parceria entre o compositor e poeta Vinicius de Moraes e o violonista Carlos Lyra.


https://www.youtube.com/watch?v=QICYucGcTWI


*******
Para jamais esquecer os queridos que se foram- de qualquer forma-




"Unforgettable",com Natalie Cole,recentemente falecida, e seu pai Nat "King" Cole (1919-1965)gravado em 1992,pelo milagre da tecnologia

https://www.youtube.com/watch?v=MKCyUe4syc4
*********

Direto dos anos 60, na minha opinião, a mais linda canção de amor italiana,com Andrea Bocelli


Senza Fine
https://www.youtube.com/watch?v=_CnnHfU_oekhttps://www.youtube.com/watch?v=_CnnHfU_oek




**********************

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Os amores de Frida Kahlo

 





Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón nasceu em 6 de julho de 1907 em Coyoacán, México, do casamento de Guillermo Kahlo, de origem alemã e Matilde Calderón. Filha de fotógrafo, sabia utilizar a câmera, revelar, retocar e colorir, o que lhe seria muito útil na carreira.
**************
 Neste momento,quando se aproxima em São Paulo(  Instituto Tomie Otaki) a inauguração de uma exposição de  parte de sua obra,estou mergulhada nas 538  páginas de " Frida - A Biografia",de Hayden Herrera ( Editora Globo, 2011), com preciosa tradução de Renato Lopes.

Escolhi a imagem acima de propósito: a Frida sensual e  provocante exibindo uma nesga de corpo  que foge da imagem séria a que estamos todos acostumados.
O fotógrafo que captou esse raro momento também autor da foto à direita,era privilegiado: Nickolas(Nick ) Muray,um importante namorado envolvido  num importante caso de amor vai-e-vem que durou dez anos.
O affair teve início1931,depois  de Nick se divorciar da segunda esposa e logo após o casmento de Frida com o muralista mexicano Diego Rivera.
Frida e Nick
Sobreviveu ao 3º casamento de Muray e ao divórcio e,depois, novo casamento de Kahlo com Rivera. 
Em 1941 acabou o amor,mas amizade permaneceu até a morte da pintora, em 1954.

*****


O primeiro amor


 O primeiro amor da vida de uma mulher é seu pai, o único homem adulto que conta para ela desde o nascimento,o emissário da ternura, dos cuidados e da segurança. 
Momento mais difícil para um pai deve ser o dia em qua a princesinha "o deixa" por outro homem. Mas.mais tarde, ao ter Rivera como genro, Herr Kahlo foi beneficiado com a extrema generosidade do muralista,que saldou as dívidas  e ajudou a adquirir a casa dos sogros.Frida foi filha e irmã dedicadíssima.Sem poder ter filhos por conta das deformações internas causadas pelo terrível acidente,adotou como filhos os sobrinhos,seus grandes amores.
*****
Alejandro e o acidente

                                           Alejandro Gómez Arias e Frida 

Frida conheceu Alejandro Arias  em 1922.quando ela foi matriculada na Escola Nacional Preparatória na cidade do México ,uma das14 moças entre mais de 300 rapazes. 
O jovem casal ficou junto por 3 anos. Em 1925,numa tarde chuvosa de setembro,foi na companhia de Alex,como ela o chamava, que Frida sofreu um seríssimo acidente de trânsito e viu sua vida mudar. 
O ônibus em que estavam foi atingido por um bonde e Frida teve seu corpo transpassado por uma barra de metal que entrou pela vagina, destruiu seus órgãos geniais  e sofreu 3 fraturas na coluna..
Os médicos do Hospital da Cruz Vermelha não acreditaram que Frida sobreviveria. 
Alejandro,ferido sem gravidade, insistiu  para que  os médicos  atendessem a namorada. 
Foi  por sua persistência que Frida sobreviveu.
***********

Leon Trotski


Nascido Lev Davidovich Bronstein (1879-1940)   ) foi um intelectual  e revolucionário ,organizador do Exército Vermelho e rival de Stalin 
Nos primeiros tempos da União Soviética foi Ministro(Comissário do Povo)para Negócios Estrangeiros,organizador e comandante do Exército Vermelho e fundador e membro  do Partido Comunista Da URSS. 
Afastado por Stalin  do controle do partido,  foi expulso  da União Soviética, refugiando-se com sua mulher no México.onde foi assassinado por Ramón Mercader  agente da polícia de Stalin.
Residiu com Frida e Rivera,houve um encantamento mútuo que acabou em decepção também mútua.



***********
Diego Rivera 

Bissexual assumida, Frida encantou homens e mulheres ao longo da vida.
Diego e Frida em 1932
Mas seu único, verdadeiro e definitivo amor foi Diego Rivera  que mandou construir casas  geminadas  ( fachada pintada de rosa para ele e de azul para Frida),para que sempre estivessem, de certa forma, juntos.
Viveram, assim uma amizade colorida e especial,  até a morte dela (em 1954)
Mulher guerreira e além de seu tempo,que sofreu.três abortos, devidos `as sequelas do acidente de 1925 ,jamais pode embalar um filho mas perdoou a ligação que o muralista teve durante anos com sua irmã preferida e maior amiga Cristina, da qual nasceram seis crianças.

**********

 

O casal está eternizado no inconsciente coletivo mexicano e impresso nas cédulas de 500 pesos.








*****************************************



 


terça-feira, 29 de maio de 2018

Geminianos-Modo de Usar


  


 

Entenda melhor seu (sua ) geminiano(a ) de fé
Dedico estes mal digitados caracteres ao meu marido, grande companheiro de tantas lutas,humilde e contido em suas muitas vitórias, resignado e corajoso em nossas perdas comuns.Valeu,Monsieur Pirrês!
***************************************


O objetivo é tentar explicar melhor aos demais cônjuges, filhos,netos, parentes, amigos, colegas de trabalho e eventuais companheiros de jornada,o espírito da coisa,tentando limpar nossa barra.Nós, os geminianos, tão mal compreendidos.
Inês Bicudo,ela mesma geminiana guerreira que vence tremendas limitações,mandou esse poeminha depois de uma conversa que tivemos.


Geminiana
  Inês Bicudo 

 "Irreverente e insensata,
  aos olhos dos outros,
  eu sei,
  pareço tão cordata,
  tão equilibrada....

  - Que nada!


  Sou mesmo é intensa!

  Muito tensa...

  Sempre digo o que penso

  E quando falo sem pensar,

  Ih...... .Já sei:

  - É dor de cabeça

  que vai começar!

  Não minto.
  Mas quando calo o que sinto,
  mostro na face.
  Quem olha, logo sabe:
  - Comigo, não tem disfarce"!

 ******************************
Breve descrição segundo o livro de São Cipriano

 "Os que vêm `a luz durante este signo são biliosos e muito achacados de incômodos cerebrais. Costumam ser pouco reservados nas palavras  e de um gênio bondoso e meigo. Tanto homens como mulheres são inteligentes e habilidosos, muito leais nos seus negócios e capazes de grandes sacrifícios pelas pessoas amigas."
Personalidade e características do signo
 Não gosta de ficar parado, adora contar uma história, mas quando o assunto é sobre si mesmo não sabe muito bem o que quer, exige, nem sempre quando diz não é não, pode ser sim. Não o confunda com mensagens dúbias, pressões sentimentais e repetição.
 Podem parecer superficiais porque interessam-se por muitos assuntos ao mesmo tempo, mas nunca teem tempo de se aprofundarem neles. Têm tendência a esperar muito de muito pouco.  
Adoram falar! 
Este signo é marcado pela dualidade, não que eles tenham duas caras, mas pensam na mesma coisa de formas diferentes.(SIM,SIM,SIM!!!!) 
Você pode ficar facilmente confuso com as pessoas desse signo, mas se decifrar alguns dos seus códigos terá uma hipótese de entender e fazer parte do mundo deles.                                                  

Perfil Profissional 
Eles podem ser persuasores poderosos no seu discurso e são os vendedores e mediadores ideais,adoram negociar e conseguem realizar o melhor negócio para todos os envolvidos.Quando adequadamente estimulados, conseguem manter focada a sua mente dispersa e são totalmente produtivos.
Quando estão aborrecidos, atolados em algum trabalho vulgar e detalhado, ou quando são forçados a trabalhar com pessoas que considerem estranhas, podem tornar-se temperamentais.  

Os seus humores podem flutuar amplamente no dia-a-dia, assim como a sua produtividade. 
É contra a sua natureza serem forçados a um quotidiano e um ambiente de trabalho medianos.(SIM!!!!!!) Necessitam de um ambiente receptivo - um dos requisitos de que precisam para exercer os seus talentos multifacetados."
 PERFIL AFETIVO
 Bom de lábia, cheio de truques e com muito jogo de cintura no dia a dia, está sempre atento à repentina tristeza de um colega, à urgência dos amigos . 
Nada moralista e eternamente curioso, não foge de experiências novas ou mesmo extravagantes. É claro que a maturidade aplaca um pouco esse espírito inquieto, mas nem por isso faz o nativo de Gêmeos um santo. 
Regido pelo dinamismo e flexibilidade de Mercúrio, foge de relações que se tornem repetitivas.(SIM!!!!!!!) 

O pior e o melhor dos geminianos  
 "Eis alguém imprevisível. 
É capaz de considerar simultaneamente todos os cálculos, lados da questão e pontos de vista - sem se comprometer com nenhum deles. Inconstante, tem uma extraordinária capacidade de adaptação, bem como facilidade em mudar de idéia. 

Sente-se bem em qualquer lugar e modula-se conforme os meios e circunstâncias.
Odeia fortes compromissos. É sempre movido pela curiosidade, pelo novo. 
Nada o agrada tanto quanto uma porção de gente nova, num bar, por exemplo. Não é preconceituoso e odeia tradicionalismos. 
No amor, a sua atitude, frequentemente, é a de um adolescente." 

 Como irritar um Geminiano 

Não converse com ele.   ( verdade,pricipalmente em viagens longas)
Monopolize-o numa festa de forma que ele não possa movimentar-se nem conversar com mais ninguém.(grande verdade)

Abra a porta do quarto dele e diga: " Vai largar o telefone ou essa conversa é para o resto da noite?"( enorme verdade)
*******************************************

sábado, 26 de maio de 2018

Hilda Hilst será a homeageada na FLIP 2018

 

 A organizaçao da Feira Literária de Paraty anunciou,  em dezembro passado, o nome  da homenageada na ediçao 2018 do evento, de 25 a 29 de julho.
**************
Meu tributo à autora,ficcionista e dramaturga:

Hilda Hilst -Direto de Marduk



O grande charme de ser livre  


A partir de 1966, Hilda Hilst, poetisa e escritora, viveu isolada.
Mas cercada de amigos humanos e dezenas de amigos caninos e felinos, na Casa do Sol, uma villa de estilo mexicano a 11 km de Campinas, SP.
Autora de 41 livros - vários publicados em francês, italiano, inglês e alemão - foi tachada de imoral, provocativa e pornográfica pela linguagem libertina que usava nas anos sessenta. "Meu grande charme é ser livre", disse em uma entrevista.
 Frustrada pela falta de reconhecimento em termos materiais e detonada pela crítica, teve uma atitude extrema - em 1990, publicou o livro pornô “O Caderno Rosa de Lory Lambi”.

No ano seguinte, mais dois contos eróticos: Contos d'Escárnio e Cartas de um Sedutor.

A trilogia erótica teve o efeito de uma bomba.
Mesmo reprovada pelos críticos, como sempre, a repercussão foi enorme. Em 1994, Contos d’Escárnio ou Contes Sarcastiques atravessou o oceano para receber a chancela do L'Arpenteur, uma divisão da Editions Gallimard e o jornal francês ''Libération'' foi entrevistá-la em casa.

*******
 Hilda Hilst nasceu na cidade de Jaú, interior paulista, no dia 21 de abril de 1930.
 Filha única do fazendeiro, jornalista, poeta e ensaísta Apolônio de Almeida Prado Hilst e de Bedecilda Vaz Cardoso.
Teve uma infância complicada, marcada pela separação dos pais e a doença mental de ambos, o que motivou sua mudança, com a mãe, para a cidade de Santos (SP).

Por oito anos estudou como interna no Colégio Santa Marcelina, na cidade de São Paulo. Em 1945, matriculou-se na Escola Mackenzie onde fez o curso clássico.
 Como legítima representante do high society, cometeu a ousadia de morar sozinha num apartamento na Alameda Santos, acopmpanhada da governanta Marta.
 Aos 16 anos, ao visitar o pai - totalmente desequilibrado e internado numa clínica psiquiátrica - teve uma experiência terrível: ele a confundiu com a ex-mulher e implorava "só 3 noites de amor, só 3 noites de amor".

Em 1948, começou a estudar Direito na Faculdade do Largo de São Francisco e ali, entre livros e copos, iniciou uma vida boêmia. Descendente, pelo lado paterno, da tradicional família Almeida Prado, chocava a sociedade com seu comportamento julgado livre e despertou paixões arrasadoras em empresários, artistas e poetas.

Em 1950, publicou “Presságios”, romance sobre a história de amor de dois marginais. O escândalo continuou com a publcação de "Balada de Alzira", um ano depois. Concluiu o curso de Direito em 1952, advogou por algum tempo, mas se dizia “aterrorizada” com o ofício.

Em cerimônia na Faculdade, Hilda saudou a grande Cecília Meirelles que, ao ler num verso de Hilda a frase “Somos iguais à morte/Ignorados e puros" comentou “quem disse isso precisa dizer mais”.  


Hilda disse muito mais

 Em 1955, publicou "Balada do Festival" e até 2002 produziu 38 livros falando sobre morte, sexo, loucura, existência de Deus e a decadência que traz a velhice.
As obras mais importantes dessa fase foram “Sete cantos do poeta para o anjo”, “Roteiro do silêncio”, “Trovas de muito amor para um amado senhor” e “Cartas de um sedutor”.

 Depois das mortes dos pais - ocorridas com poucos meses de diferença - renunciou à vida social, deixou a capital e passou a morar na Casa do Sol, em Campinas, sítio herdado da mãe, local onde viveu até a morte.
Ali casou-se (1968) e divorciou-se(1980) do escultor Dante Casarini e decidiu não ter filhos para que nenhum herdasse o desequilíbrio mental de seus pais.
 Este corte radical foi influenciado pela “Carta a El Greco”, do escritor grego Nikos Kazantzakis, que defendia a necessidade do isolamento para que, no silêncio da meditação o conhecimento humano emergisse.

Cansada do não reconhecimento da crítica e certa de seu talento, resolveu virar a mesa. Escreveu ‘O caderno rosa de Lori Lamby" que consagra a fase pornográfica, iniciada em "A obscena senhora D". Hilda dá adeus à “literatura séria" (1990) e decide vender mais e ter mais público interessado em seu trabalho.

Inicia, também, uma carreira de dramaturga, escrevendo oito peças teatrais, algumas encenadas na Escola de Arte Dramática, no Teatro Veredas, pelo Grupo Experimental Mauá (Gema), e no Teatro Anchieta (como exame dos alunos) - todas sob a direção de Terezinha Aguiar, também responsável pela montagem de “O rato no muro”, apresentada no Festival de Teatro de Manizales, na Colômbia.

Os compositores Adoniram Barbosa, Gilberto Mendes, José Antônio de Almeida Prado, (primo da escritora) e, mais recentemente, Zeca Baleiro, inspiraram-se nos textos mais significativos de Hilda para ilustrar suas melodias.
Depois de ganhar prêmos e ver seu trabalho finalmente reconhecido, Hilda Hilst parou de escrever em 2002, "por já ter dito tudo que pretendia dizer”.  

Hilda telefona para o além

 No início da década de 70, preoocupada com a imortalidade da alma e inspirada pelos casos relatados em “Telefone para o além", do pesquisador sueco Friedrich Juergenson começou a gravar, pelas ondas radiofônicas, vozes que seriam de pessoas mortas e divulgou que discos voadores visitaram sua fazenda.
César Lattes, Mário Schenberg e Newton Bernardes, físicos de grande renome, acompanharam meio incrédulos mas interessados alguns dos experimentos.

Gravadores cassetes acoplados com duas estacões de rádio sintonizadas ao mesmo tempo possibilitaram captação de ruídos nunca decodificados que, segundo Hilda, formavam frases.

Dessas experiências, nasceu o desejo de construir em suas terras um “Centro de Estudos da Imortalidade” onde questões referentes ao tema seriam apreciadas sob o ângulo da metafísica e as idéias de Stephane Lupasco, segundo as quais a a alma é composta de matéria quântica.

Marduk, onde Hilda dizia sempre que gostaria de chegar bem informada, é um planeta hipotético, mas estudado por Zecharia Sitchin, que estava convencido que as civilizações antigas se desenvolveram graças a contatos com extraterrestres.

Nas teorías de Sitchin sobre a cosmologia suméria, Marduk é um planeta de nosso sistema solar que estaria em órbita elíptica em torno da Terra num período entre 3.600 e 3.760 anos.

Uma colisão entre um de seus satélites e Timat, planeta que existia entre Marte e Júpiter, seria a origem da Terra e do cinturão de asteróides que a envolve. Marduk era habitado pelos alienígenas Anunnaki.
Depois da colisão, ainda segundo Sitchin (baseado em dados da civilização Maia), Marduk ficou afastado do sistema solar.
 Os cientistas argumentam que uma órbita assim se transformaria em órbita circular, ou escaparia da atração do Sol e passaria a vagar pelo espaço.
O escritor e pesquisador turco Burak Eldem, apresentou uma nova teoria a respeito, em seu livro "2012": os 3.661 anos do período orbital de Marduk se fecharão em 2012. Eldem afirma que 3.661 - 1/7 de 25.627 - é o ciclo total dos "de 5 anos mundiais", segundo o calendário Maia.

Na última passagem de Marduk, em 1649 aC, grandes catástrofes ocorreram na Terra.

Hilda se intressava por espiritismo, esoterismo, vida após a morte e comunicação com uma outra dimensão além do plano físico. Certa da imortalidade, desejava viajar após morte para Marduk, o hipotético planeta onde morariam figuras ilustres das letras e das ciências.

A escritora emplogava-se com o tema: ''Nunca acreditei que fosse só isso: nascimento, vida, morte e apodrecimento''. Hilda seguiu para Marduk, direto de Campinas, às 3h50 do 4 de fevereiro de 2004. *****************************************************************************************


 Página oficial de Hilda Hilst, coordenada por Yuri V. Santos:

http://hildahilst.cjb.net

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Robert Indiana

  O artista americano Robert Indiana morreu no final de semana, aos 89 anos, na sua casa no estado de Maine, nos Estados Unidos. Indiana ficou conhecido pela sua série de esculturas com a palavra Love, feita nos anos 1960.
De acordo com o jornal britânico The Guardian, o advogado de Indiana, James Brannan, confirmou que o artista morreu por uma falha respiratória enquanto estava sozinho na casa em que morava desde 1978 na costa da ilha Vinalhaven. Segundo a publicação, amigos de Indiana já haviam expressado nos últimos anos preocupações com o modo de vida recluso que ele levava.

 (Revista Veja- Maio 2018 )

********************************

Repostagem de meu texto de setembro/2014


Artista plástico americano,designer,cenógrafo e estilista.Pertence ao movimento pop art.

*****************

Robert Clark nasceu em 13 de setembro de 1928 em New Castle, Indiana, de onde tirou seu nome artístico e ali residiu durante seus primeiros 17 anos.
6th Avenue com a 55th Street em Manhattan, NY.
 Escultura Love ( 1964) inicialmente criada para ser cartão de natal do MoMa- Museu de Arte Moderna de Nova York ,um  símbolo de paz para os americanos durante a Guerra do Vietnã está reproduzida em várias cidades do mundo   






A família se mudava constantemente e morou em 21 endereços até o divórcio dos pais.
Foi para Indianópolis e passou a morar com o pai enquanto cursava a Arsenal Technical High School  (1942–46).
Serviu o exército dos Estados Unidos durante 3 anos  e,depois,  estudou no  Art Institute of Chicago (1949–53), Skowhegan School of Painting and Sculpture (no Maine,  1953) e na Universidade de Edinburgo e Faculdade de Artes de Edinburgo  
Voltou a Nova York onde aperfeiçoou seu estilo inconfundível e se juntou ao movimento pop art. 



1962-Primeira exposição individual na Galeria Eleanor Ward, de Nova York

1963- É o "astro" do fime experimental de Andy Wahrol,onde .durante mais de 39 minutos, aparece degustando um cogumelo

Indiana e Wahrol, muito jovens, na abertura da exposicão    do MoMa "Americans'

https://www.youtube.com/watch?v=Yob_I_QKn9k

Outras mostras  individuais aconteceram em cerca de 30 galerias e museus,  segundo a Wikipedia:  

Museu de Arte Moderna, Nova York; Whitney Museum of American Art; Metropolitan Museum of Art; Stedelijk Museum , Schiedam, Países Baixos; Instituto Carnegie, Pittsburgh; Detroit Instituto de Arte, Michigan; Baltimore Museum of Art, Maryland; Brandeis Museum, Waltham, Massachusetts; Albright-Knox Gallery of Art, Buffalo, Nova York; San Francisco Museu de Arte Moderna, na Califórnia, o Museu Hirshhorn , em Washington DC; Instituto de Arte Contemporânea da Universidade da Pensilvânia, Filadélfia, Pensilvânia, e o Los Angeles County Museum, Califórnia.

1967 -Participou na 9a.Bienal de São Paulo

Em 1973, os  Correios americanos imprimiram cerca de 3 milhões de selos de 8 cents  com a palavra LOVE e os caminhões que levavam correspondência cruzando o país, levavam também o símbolo na carroceria  
 

Números e palavras curtas

A escultura  HOPE  em  Times Square


Criou o cenário na  produção de1976 , pela Opera Santa Fe,  da peça de Virgil Thomson "Mãe de todos nós",baseada na vida de sufragista Susan B. Anthony 
Em 2008, cedeu os  direitos de reprodução da imagem HOPE aos democratas para a campanha presidencial de Barack 
Obama,arrecadando cerca de um milhão de dólares.
A campanha vendeu camisetas,  broches, adesivos, cartazes, broches outros itens decorados com a palavra.
Edições da escultura foram lançadas e vendidas internacionalmente,com o mesmo objetivo.   
E para celebrar o Valentine's Day de 2011, o artista   criou uma variação do LOVE para o Google  
(Foto: Joel Greenberg)

Aos 86 anos,Robert Indiana vive atualmente na tranquila ilha de Whitney no Maine. 
***********************************