quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Ada Lovelace- Pioneira na Ciência e Tecnologia

1815-1852
 Inspiração para Alan Turing,  a avó-ou bisavó- dos atuais computadores tem um dia especial para ser festejada em sua Inglaterra natal.

 É o  13 de outubro, escolhido aleatoriamente,na tentativa de ser prático para alcançar o maior número de pessoas.  
Foram evitados grandes feriados, férias escolares, época de exames, e  certas épocas do ano, quando as pessoas podem estar recolhidas. 
O aniversário também foi excluído (10 de dezembro) quando o Reino Unido e grande parte do resto  do mundo estão envolvidos nos festejos de Natal.
E como morreu cedo e tragicamente,
 não pareceu de bom tom comemorar o aniversário de morte (27 de novembro).

Todo este aparato é compreendido quando você se dedica a mergulhar na vida e obra da mulher incrível que foi Ada Lovelace.

************

Augusta Ada Byron, filha única do poeta Lord Byron (George Gordon Byron) e de sua mulher de Annabella Milbanke, que  tinha formação matemática (Byron a chamava  de  "Princesa dos Paralelogramas '), foi orientada a estudar matemática também, fato muito raro para uma mulher, na época. 
Aos 19 anos,casou-se com o aristocrata,mais tarde Conde de Lovelace.Em 1838, Ada tornou-se Lady Ada King,Condessa de Lovelace.O casal teve 3 filhos 
Circulando em ambientes refinados intelectual e cientificamente, Ada neles conheceu,em 1833, Charles Babbage  cientista, matemático, filósofo, e engenheiro mecânico inglês que deixou inventos que,mais tarde, originaram o conceito de um computador programável. 

Babbage demonstrou-lhe  pequena seção de trabalho de um motor e ... ela,que havia parado todas as atividades científicas para ser esposa e mãe, ficou extasiada. 

Em 1843, Ada publicou uma tradução do francês de um artigo do engenheiro italiano  Luigi Menabea, à qual acrescentou muitas  notas de seu próprio trabalho. 
Inclusive,ali se encontra a primeira descrição publicada de uma sequência gradual de operações para resolver certos problemas matemáticos. 

(continua)

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Trilogia das Injustiças Parte 3- O Casal Rosemberg

Julius e Ethel Rosemberg


 





*Julgamento e execução por conspiração com o objetivo de espionagem, no periodo de 'caça às bruxas” organizado pelo senador McCarthy,em 1953.





*Antissemitismo.







*************************

Quem era quem:

J. Edgar Hoover
Hoover

Racista dos mais violentos, perseguidor de comunistas ou simpatizantes, torturador de jornalistas, editores e militantes dos direitos civis, o abominável chamava-se John Edgard Hoover.
Seu avô, pai, sobrinho e irmão trabalharam para o governo. Mas ninguém na família - e no serviço público norte-americano - até hoje teve tanta importância. Chefiou com mão de ferro, durante 48 anos, o FBI. No governo do Presidente 
John Calvin Coolidge, sabe-se lá por que razão obteve o cargo vitalício

Tornou-se famoso e temido pelas perseguições contra membros do Partido Comunista.
 Nos anos 50, mergulhou de cabeça no Macartismo ou a ‘Era do Pânico Vermelho’, um movimento conservador e anti-comunista ocorrido nos Estados Unidos entre 1950 a 1954 liderado pelo senador Joseph McCarthy e seus adeptos.
Hoover usou e abusou da delação e da intimidação e se dedicou a infernizar a vida de comunistas e simpatizantes, causando suicídios, provocando exílios 
voluntários e encerrando carreiras promissoras nas artes e no cinema.

****
O casal


Julius Rosenberg nasceu em Nova York  em12 de julho de 1919, filho de imigrantes judeus russos. 
Ingressou na  Liga Jovem Comunista muito jovem.Já como líder, em 1936, conheceu Ethel Greenglass,também militante, com quem se casaria três anos depois,no mesmo ano de sua formatura  em engenharia elétrica no City College de Nova York.
Em 1942, passou a trabalhar no Exército como técnico de radar.  

Ethel Greenglass nasceu em  28 de setembro de 1915,também numa família de judeus russos de Nova Iorque. 

Desejava ser cantora e atriz ,mas deixou os sonhos artísticos para 
ajudar no sustento da família e acabou  por se tornar secretária em uma companhia de navegação. 

Frequentava a Liga Jovem Comunista, onde conheceu Julius. 

Os Rosenbergs tiveram dois filhos, Michael (1943) e Robert (1947)

 A "Guerra Fria"

A Guerra Fria foi um confronto politico-ideológico  iniciado em torno de 1947 e causado pelas tensões pós- 2a Guerra Mundial entre o bloco capitalista liderado pelos Estados Unidos e o bloco leste-comunista liderado pela União Soviética.
Durou até os eventos que resultaram na dissolução da União Soviética (na Perestroika de 1985), na queda do Muro de Berlin em 1989 e no golpe na URSS em 1991. 
Um bloco nunca atacou diretamente o outro-daí o nome "Guerra Fria-,mas o conflito marcou grande parte dos eventos na segunda metade do século 20.

A bomba nuclear russa

A bomba nuclear russa



 Em agosto de 1945,explodiu a bomba atômica em Hiroshima, selando a vitória dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial. Quatro anos depois,em 28 de agosto de 1949,a União Soviética 
lançou sua  própria bomba A,a 130 km da cidade de Semipalatinsk, a noroeste da República Soviética do Cazaquistão.
 usando protocolos praticamente idênticos aos do artefato norte-americano. 
  
O presidente Harry Truman ficou perplexo porque não só os cientistas como a CIA  estavam certos que a URRS precisaria de,pelo menos, dez anos para desenvolver suas armas atômicas.    
 Estava claro que os soviéticos haviam recebido informaçõoes ultrassecretas

***
Fevereiro de 1950 - preso em Londres o cientista britânico Klaus Fuchs, participante do projeto nuclear americano.
Interrogado, admitiu  ter passado dados importantes sobre a produção da bomba à espionagem russa. A revelação desencadeou uma série de prisões, inclusive a do agente   americano Harry Gold que se reportava a  Fuchs e chegou ao  irmão de Ethel,o sargento David Greenglass, que servia em Los Alamos.
A segurança em Los Alamos era falha, daí ter Greenglass conseguido entregar ao seu cunhado   importantes informações que foram desenvolvidas para a bomba americana  
A prisão dos Rosenberg aconteceu em plena época de histeria anticomunista nos Estados Unidos orquestrada por MCCarthy. Qualquer pessoa que alguma vez tivesse manifestado a mínima  
simpatia pelo regime soviético era considerada suspeita

***.
 Julius Rosenberg foi levado pelo FBI em 17 de julho de 1950 e, um mês depois foi a vez de Ethel ser aprisionada,
Foram condenados em março de 1951  por “conspiração com o objetivo de espionagem”, 


Todo o aparato da Justiça,do promotor ao procurador-geral Irving Saypol (conhecido como o terror dos vermelhos”),   contribuiu para uma pena muito pesada para o casal Rosenberg.  

Na prisão de Sing-Sing, perto de Nova York, eles negaram a culpa até o fim –num momento em que  confessá-la  poderia salvá-los da cadeira elétrica.
Confessar significaria delatar outros companheiros e estava fora de questão.
 Foram condenados à morte em 29 de março de 1951. 
O caso  repercutiu e ganhou notoriedade em 1952. 
último encontro 
Os comunistas  tomaram a defesa  de Julius e Ethel e lançaram uma campanha mundial para salvá-los, denunciando um processo injusto.  A opinião pública mundial se envolveu, em vários países foram montados comitês  apolíticos de apoio .O papa Pio XII pediu clemência. 

 A Suprema Corte anulou o adiamento da execução e rejeitou oito vezes ações do advogado de defesa,    O presidente  Eisenhower negou todos os pedidos afirmando que "os Rosenberg, com a sua traição, aumentaram "incomensuravelmente" a probabilidade de uma guerra atômica, e que talvez houvesem condenado à morte, no mundo inteiro, dezenas de milhões de seres inocentes". 

Em frente a Casa Branca, manifestantes conduziam cartazes em que pediam a libertação do casal.
Em 19 de junho de 1953,Ethel e Julius foram informados da execução imediata e,depois, da permissão para um último encontro de uma hora e meia.

***
. O irmão de Ethel, David Greenglass, que forneceu documentos a Julius, cumpriu 10 dos 15 anos de sua pena.
 Harry Gold, o mensageiro de  Klaus Fuchs, que forneceu informações  detalhadas aos soviéticos sobre a bomba atômica, 
cumpriu 15 anos.

***********
Noticiário na tv americana no dia da execução:



Os filhos Robert e Michael passaram por guarda da avó paterna, abrigos para órfãos, foram adotados primeiro por uma família Bach e, finalmene, pelo casal Meeropol, sobrenome que  usaram por muito tempo.  Retomando o 
Robert Meeropol
"Rosenberg",começaram uma cruzada para esclarecer  o passado.
Michael é economista e professor aposentado.
Michael Meeropol
Robert,antropólogo, esteve no Rio,a convite do Centro Cultural MIDRASH, em junho de  2012,dando palestras e divulgando o trabalho da FundaçãoRosemberg que ele e o irmão Michael fundaram para auxiliar filhos de casais que estejam passando por dificuldades.

O drama do casal  rendeu  livros, filmes e documentários ,inclusive o dos diretores Robert e Clara Kuperberg,exibido para o público presente no MIDRASH.  

Ethel escreveu 568 cartas em Sing Sing, reunidas no livro "Cartas da casa da morte"",mais tarde revisto e reeditado pelo filho .Michael

O  livro "O caso Rosenberg 50 anos depois" de Assef Kfouri (Códex,2003)  traz informações fundamentais para melhor compreensão do processo
,inclusive  tradução da carta de Ethel para seus filhos,escrita poucas horas antes da execução



***

  Texto da carta final de Ethel aos fihos  (em inglês)


Dearest Sweethearts, my most precious children,     Only this morning it looked like we might be together again after all. Now that this cannot be, I want so much for you to know all that I have come to know. Unfortunately, I may write only a few simple words; the rest your own lives must teach you, even as mine taught me.     At first, of course, you will grieve bitterly for us, but you will not grieve alone. That is our consolation and it must eventually be yours.     Eventually, too you must come to believe that life is worth the living. Be comforted that even now, with the end of ours slowly approaching, that we know this with a conviction that defeats the executioner!     Your lives must teach you, too, that good cannot flourish in the midst of evil; that freedom and all the things that go to make up a truly satisfying and worthwhile life, must sometime be purchased very dearly. Be comforted then that we were serene and understood with the deepest kind of understanding, that civilization had not as yet progressed to the point where life did not have to be lost for the sake of life; and that we were comforted in the sure knowledge that others would carry on after us.     We wish we might have had the tremendous joy and gratification of living our lives out with you. Your Daddy who is with me in the last momentous hours, sends his heart and all the love that is in it for his dearest boys. Always remember that we were innocent and could not wrong our conscience.     We press you close and kiss you with all our strength.
                                                                           Lovingly,                                                                       Daddy and Mommy

*****
No Brasil, o Maestro Edino Krieger musicou e arranjou para coro a carta de Ethel,"If we die", apresentada pela primeira vez nos 60 anos da execução dos Rosenberg:

  

* **

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Trilogia das Injustiças Parte 2-O Processo Sacco e Vanzetti

Estados Unidos, década de 20 do século 20
 Bartolomeo Vanzetti e Nicola Sacco

Erro judiciário + xenofobia 

 O assassinato do  chefe de polícia de Nova Orléans, David Henness,envolvido em disputas de dois grupos que disputavam o monopólio do comércio de frutas no porto da cidade (em 15 de outubro de 1890),quase causou um problema diplomático muito sério quando onze italianos acusados pelo crime,depois absolvidos aparentemente por falta de provas, foram linchados pela população.

A partir de então, palavras como Máfia (grupos criminosos vindos da Sicília) e Cammora (os vindos de Nápoles), foram agregadas ao vocabulário dos americanos. 
Além disso,gangues de chantagistas,os "Mãos Negras".abrigavam  italianos em  seus quadros.
E, para completar a cena da rejeição,muitos pobres operários imigrantes italianos foram atraídos para o anarquismo, teoria política que rejeita o poder do Estado, deixando  que a convivência entre as pessoas  seja determinada pela vontade e pela razão de cada um.

Enquanto a Europa declinava combalida pela guerra de 1914/18, 

os Estados Unidos  mostraram uma imensa prosperidade, o que  

permitiu que país ocupasse o primeiro lugar na economia 

capitalista.

No final da década de 20,  um em cada seis americanos tinha 

automóvel, o crescimento demográfico foi de 106 para 123 

milhões de habitantes e a  imigração foi  limitada pelas leis de 

1921 a 1924, pelo medo da penetração ideológica socialista.
**************

15 de abril de 1920-  South Braintree, Massachusetts -  a cerca de dez quilômetros de Boston 

cena do crime
Um assalto à luz do dia,para roubar duas caixas de metal com 15 mil dólares destinados ao pagamento de funcionários da Slater e Morrill Shoe Company, matou o tesoureiro Frank Parmenter e seu segurança Alex Berdardelli.Um dos homens disparou várias vezes em Berardelli.
Parmenter tentou fugir,mas foi alcançado e morto.
Um automóvel Buick com 3 comparsas recolheu o dinheiro e os atiradores.
Outra pessoa saltou do carro e disparou  em Berardelli para se certificar que estava realmente morto,o que deixou a impressão que as vítimas teriam reconhecido os assassinos.
O carro,com cinco pessoas,saiu em alta velocidade atirando nas janelas dos edifícios próximos,mas cerca de 30 testemunhas os viram agir.
Algumas destas testemulhas descreveram os bandidos que atiraram: dois homens baixos,de pele morena e usando bonés como os que os trabalhadores de diversas etnias usavam.
Poucos dias depois, o carro - com placa de  Rhode Island- foi encontrado abandonado, a cerca de 12 quilômetros de South Braintree.Um boné, encontrado no local, foi ignorado como prova.


                        Os suspeitos

Em primeiro lugar na lista de suspeitos, as várias quadrilhas de B
oston e Providence, que se beneficiaram da instabilidade após a Primeira Guerra Mundial.
Uma dessas quadrilhas,o bando Morelli, composto de portugueses,italianos e alguns ingleses se especializou  no   roubo de vagões ferroviários

*A ex-mulher de William Dodson, um ladrão de carros,informou que ele não escondeu a participação no crime.
*Celestino Medeirosum prisioneiro condenado na prisão por roubo e assassinato de um 
caixa do bancoem 1925,confessou estar em um carro com um  grupo de italianos durante o assalto cinco anos antes.
Pouco depois, foi executado  
*Ferruccio Coacci  de Quincy, Massachusetts, e tinha uma sociedade dramática -Il Filodrammatica de Quincy - dedicada a produções anarquistas e  estava na lista do governo de  futuros deportados
* 
Mario Buda (ou Mike Boda)-

Boda  era contrabandistauma ocupação que estava em alta, devido `as leis de proibição sobre venda e consumo de álcool.Proprietário de um  Overland 1914,  carro que  estava  muito além dos recursos da maioria dos seus colegas na comunidade italiana. 
Durante inquérito,foi descoberto que  o carro estava numa oficina  e que ele usava um Buick. 
Em sua garagem foi achada  uma pistola automática calibre 32 -uma das armas do crime- comprada   de um amigo chamado Ricardo Orciani.
*Orciani, outro anarquista ardoroso,foi identificado como um dos atiradores  e preso juntamente com Boda quando preparava uma reunião política


           5 de maio de 1920



Caídos muma armadilha da polícia,dois homens foram presos próximo a  Boston. Estavam armados, o que é comum até hoje para a maioria dos americanos.Mas eram operários, estrangeiros e anarquistas.Seus nomes :  Nicolau Sacco e Bartolomeu Vanzetti.

Ambos emigraram para os Estados Unidos em 1908. 

Sacco encontrou trabalho fixo em fábricas de calçados em Milford e Stoughton, Massachusetts. Casado com Rosina Zambelli,dois filhos,o segundo nascido durante a prisão. 

Vanzetti era solteiro e alternou períodos de desemprego com trabalhos eventuais,até se tornar vendedor  de peixe,em 1919.

A solidão era compensada pelo prazer da leitura. 
O que Sacco e Vanzetti  tinham em comum? Compartilhavam um profundo compromisso com o anarquismo. 
No interrogatório,negaram a militância para não envolver seus 
companheiros.Como resultado da mentira (ou omissão ?), foram indiciados pelos crimes de South Braintree
Vanzetti  foi acusado,  sem provas ,de uma tentativa de assalto em  24 de dezembro de 1919, na cidade vizinha de Bridgewater.
Estes eventos  marcaram  o início do julgamento político mais famoso da primeira metade do  século XX.  
A prisão de Sacco e Vanzetti coincidiu com o período de mais intensa repressão política na história americana, o"Red Scare". Os dois não tinham qualquer registro criminal anterior mas eram  conhecidos  como militantes anarquistas,estiveram envolvidos em greves trabalhistas e que tinham tido vários confrontos sérios com a  polícia como agitadores.
  
*****
J.Edgar Hoover, criador do FBI 
 J . Edgar Hoover havia sido nomeado  diretor da Divisão de Inteligência  do Departamento de Justiça e  o  processo Sacco-Vanzetti foi um de seus primeiros grandes casos. 

Na noite  da prisão (5 de maio 1920), policiais  encontraram um rascunho de discurso para reunião anarquista.Imaginaram ou-talvez-decidiram que os homens tinham envolvimento criminal no processo Braintree,ainda em aberto.

Era um momento de histeria nacional contra estrangeiros e ativistas políticos radicais. 

  O julgamento


Será que as mentiras dos acusados sobre suas atividades políticas escondiam o envolvimento no roubo e assassinatos do caso Braintree?  
O defensor , advogado socialista Dr. Fred Moore, mudou  a estratégia jurídica : Sacco e Vanzetti teriam que admitir seu 
anarquismo para ajudar na repressão do movimento pelas autoridades federais e militares. 
Marcha de solidariedade
A Defesa  organizou reuniões públicassolicitou o apoio dos sindicatoscontatou organizações internacionaisiniciou novas investigações e distribuiu  panfletos nos  Estados Unidos e no mundo, contando com a ajuda do governo italiano,o que  tornou o caso em CAUSA. 

Depois de um julgamento de seis semanas  o júri considerou a dupla culpada por  roubo e assassinato em 14 de Julho de 1921. 

Abbott Lawrence Lowell


A sentença se transformou em luta internacional para salvar os dois homens que se estendeu até 9 de abril de 1927,quando foram condenados à morte na cadeira elétrica.

A enorme agitação pública mundial convenceu o  governador de Massachusetts, Alvan T. Fuller, a considerar a possibilidade de clemência e nomear uma comissão-o"Comitê de Lowell"-assim chamada por ter entre seus membros AbbottLawrence Lowell,reitor da Universidade de Harvard. A comissão  decidiu manter a pena máxima.



                        A execução





  

Prisão Estadual de Charlestown, Massachussets, terça-feira, 23 de agosto de 1927.
Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti morreram na cadeira elétrica   cumprindo sentença imposta pelos assassinatos de South Braintree em 15 de abril de 1920.
Sacco,36 anos, andou até a cadeira  às 12:11 e foi declarado morto em 00:19.


Vanzetti,39 anos, entrou na sala de execução às 12:20 e foi declarado morto às 12:26.
Até o ultimo momento juraram sua inocência 
Com eles  morreu Celestino  Medeiros, jovem português culpado do  assassinato de um caixa do banco, que
  "confessou" ter participado do assassinato South Braintree e afirmou que Sacco e Vanzetti não estavam lá. 


Repercussões

*Mais de cem mil pessoas compareceram aos velórios,milhares de coroas de flores chegaram de todas as partes.Os cartazes e quaisquer manifestações políticas foram proibidos e o povo teve que permanecer em silêncio.

*Desde as execuções, alguns fatos  concluíram que os dois homens foram condenados  pelo preconceito anti-italiano e  crenças políticas anarquistas e, assim,foram executados.

*As investigações sobre o caso continuaram durante a década 1930/40.   

*A publicação das cartas de Sacco e Vanzetti, alegando inocência e testes de balística intensificaram a certeza de  erro judiciário.

*Em 1977, o governador de Massachusetts, Michael Dukakis assinou um documento confirmando que Sacco e Vanzetti foram injustamente julgados e condenados, e que "qualquer infâmia deve ser sempre  para sempre removida de seus nomes" 

*Incontáveis manifestações de repúdio pela absurda execução de inocentes  em muitos países (inclusive no Brasil),peças teatrais,poemas, filmes, músicas, a criação de uma "Sociedade Sacco e Vanzetti" que honra até nossos dias as memórias dos dois mártires.

*E,na minha opinião, a mais emocionante :a pequena marcha de autoria de Joan Baez,na versão francesa de Georges Moustaki (de1977) que compartilho com vocês:
aqui:
http://youtu.be/s-1Gi8ocgmc


 *****************************************************