quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Reeleição de Obama e Monteiro Lobato


 

Monteiro Lobato falou,Monteiro Lobato avisou

Publicado em 1926 -com o subtítulo “O choque das raças”-como folhetim no jornal carioca “A Manhã”,é uma das “obras para adultos' de José Bento Monteiro Lobato   (Taubaté, 18 de abril de 1882 – São Paulo, 4 de julho de 1948)  um dos mais influentes escritores brasileiros do século 20)
Lobato é conhecido pelo “Sítio do Picapau Amarelo”, coleção de livros que virou série na televisão brasileira.
No dia de seu nascimento, 18 de abril,comemoramos aqui o “Dia do Livro Infantil” 

Na “obra adulta”-tão importante quanto a literatura infantil,discutiu os grandes problemas de seu tempo e usou a sensibilidade de intelectual e artista plástico para se colocar perante a sociedade e divulgar opiniões até hoje considideradas polêmicas. 
Nacionalista e desenvolvimentista, foi pioneiro na luta pela prospecção de petróleo no Brasil e fundou várias empresas para fazer perfuração : a Companhia Petróleo Nacional, a Companhia Petrolífera Brasileira e a Companhia de Petróleo Cruzeiro do Sul, e a maior de todas (fundada em julho de 1938) a Companhia Matogrossense ,prejudicando muitos interesses públicos.
Foi censurado e perseguido da Igreja Católica. 
As empresas faliram, Lobato foi preso, ficou doente e desgostoso.
Por coincidência (não acredito nelas..)  e mais tarde, o primeiro poço de onde jorrou petróleo no Brasil estava localizado no município de Lobato,na Bahia .


Sobre “O Presidente Negro'

A história é narrada pelo personagem Ayrton da firma paulista fictícia Sá, Pato& Cia.
 Depois de sofrer um acidente automobilístico,Ayrton passa a se interessar por futurologia ,iniciado no assunto por Jane,filha do Professor Benson,inventor do porviroscópio. 
O artefato permite viajar no tempo e, num dos muitos domingos em que se encontram ,
Jane mostra a Ayrton os fatos que envolverão a eleição do 88º presidente Americano,em 2208.

 A sociedade branca estará dividida entre Partido Masculino e Partido Feminino, assim o candidato negro vencerá a disputa. 
Consumada a eleição do negro, a raça branca decidirá adotar uma “solução final”:esterilização dos indivíduos de raça negra através de uma substância colocada num produto para alisar cabelos. 
O livro também narra o amor de Ayrton por Jane, e sua "missão”: escrever um livro sobre aquilo que lhe era mostrado. 
Monteiro Lobato/Dr Benson apresenta, com extraordinária criatividade uma série de inovações ( algumas preconceituosas ) do futuro:os jornais não serão mais lidos no seu formato tradicional, em papel, mas "em monitores luminosos existentes em cada casa" ( Internet!) , a roda virará objeto em desuso e a eugenia selecionará pessoas saudáveis,obedientes e ordeiras(Hitler, Terceiro Reich). 

Em 1931,Monteiro Lobato voltou de uma temporada de trabalho nos Estados Unidos,onde o “Presidente Negro” não foi bem aceito e lhe custou muitos problemas. 
Em carta a Erico Veríssimo, Lobato conta que vê "os Estados Unidos como uma dessas famosas composições musicais que são impostas a todos os grandes executantes a fim de tirar a prova dos noves fora do seu valor real, a Rapsódia Húngara e certas fugas de Bach".

*****************************************
 . 

Nenhum comentário: