sábado, 4 de fevereiro de 2012

A vida trágica de Amedeo Modigliani


 MODIGLIANI NO MNBA

"Até 15 de abril, o público carioca poderá ter acesso a algumas das obras mais relevantes do pintor italiano Amedeo Modigliani. A exposição “Modigliani: Imagens de uma Vida”, em cartaz no Museu Nacional de Belas Artes, traz uma seleção de obras de diferentes épocas, algumas delas nunca antes expostas na América Latina. 

Na mostra, considerada um dos mais importantes eventos do calendário oficial do Momento Itália-Brasil, são destaques 12 pinturas e cinco esculturas inspiradas em máscaras africanas. 

Além desses trabalhos originais, também podem ser vistos documentos, fotos, desenhos, diários e manuscritos de Modigliani. 

Entre as 230 obras que compõem a exposição, criações assinadas por amigos do pintor contribuem na construção de um amplo panorama sobre a sua trajetória pessoal e artística." 

(Fonte: Diário Democrático Online) 

SERVIÇO 

Modigliani: Imagens de uma Vida 
Local: Museu Nacional de Belas Artes (Av. Rio Branco, 199 - Cinelândia)-Rio-RJ 

até 15 de abril de 2012 
Visitação: de terça a sexta, de 10h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, de 12h às 17h. 

Entrada: R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia). 

Para mais informações http://www.mnba.gov.br/ 


*****************************************************************************

 Amedeo Clemente Modigliani foi um escultor e pintor  figurativo italiano radicado na França, onde executou a maioria de seus trabalhos.
Sua marca registrada foram  pinturas e esculturas de figuras com o pescoço alongado, trazendo algumas características do expressionismo,mas com estilo único.Usou como modelos,muitas vezes, amigos, conhecidos e amantes.
  Morreu em Paris de meningite   exacerbada pela penúria extrema,excesso de trabalho e uso excessivo de álcool e narcóticos, 

************
Nasceu em Livorno em 12 de julho de 1884, quarto filho de Flaminio Modigliani,um negociante falido e Eugénie Garsin,judeus sefarditas.

 Na Itália

A infância pobre foi marcada por doenças:aos 14 anos teve febre tifóide e, dois anos mais tarde, uma tuberculose.
Em 1899, Amedeo abandona os estudos para se dedicar exclusivamente à pintura.No atelier onde estudava, encontrou o que foi seu amigo de toda a vida:  Oscar Ghiglia .
Em 1900,novos achaques na saúde o levaram- junto com a mãe-a viagem de convalescença a Nápoles, Capri,Amalfi, Roma, Florença e Veneza. Visitaram museus,galerias de arte e  igrejas.
No fim daquele verão,faz experimentos em  escultura em Pietrasanta,perto de Carrara.

Em 1903, já estava inscrito na   Scuola Libera di Nudo ( a Escola Livre do Nu)da Academia de Belas Artes de Florença e, nos anos seguintes,no Instituto de Artes,na mesma cidade, onde foi  costumeiro frequentador do bas-fond local.
O tio Amédée Garsin assume as despesas do estudante,que sente cada vez mais forte o desejo de trabalhar em Paris e tem como amigos Umberto Brunelleschi, Umberto Boccioni, Fabio Mauroner.

Na França

Morto o tio e mecenas,em janeiro de 1906,Modigliani chega a Paris com a ajuda financeira da mãe e se instala num hotel perto da Madeleine.Frequenta a Academia Colarossi, e  aluga um atelier em Montmartre,pertinho do   Bateau-Lavoir ,onde se reunem Pablo Picasso, Guillaume Apollinaire,  Diego Rivera  bem como intelectuais judeus como Max Jacob.

Pinta pequenos  portraits e os expôe na   Galeria de Laura Wylda .
En 1907,uma mudança e novos amigos: Utrillo e o DrPaul Alexandre, que se torna o primeiro divulgador de sua obra e um grande comprador das telas.  
En 1908, Modigliani frequenta a colônia de artistas  supervisionada por  Maurice Drouard et Henri Doucet passa por dificuldades financeiras imensas


Linha da vida (da agonia e da morte ) de Modigliani

*1911- Exposição de esculturas de cabeças e guaches no atelier do pintor português Amadeu de Souza Cardoso.Sua tia Laure insiste para que vá à Normandia (Yport) para que tente se refazer e ele ali se instala por algum tempo.

*1912- Exposição de sete esculturas no Salão de Outono,sempre ajudado pelo irmão Umberto.
Nova queda de resistência afeta a saúde.Os amigos o enviam à Itália,para ficar na companhia da mãe.

*Em 1913-De volta a Paris começa o ciclo das "Cariátidas", começa amizade com os escultores Ossip Zadkine, Kisling, Foujita e Soutine. e o marchand Paul Guillaume se interessa por seu trabalho. 

*1914-Firma seu trabalho de pintor e pela interferência de Max Jacob passa a ter Paul Guillaume como seu marchand,compartilha um atelier com Diego Rivera.

Início do romance com Beatrice Hastings, poeta e jornalista inglesa com quem vive dois anos.
Pinta muitos retratos :Paul Guillaume, Apollinaire, Max Jacob, Kisling, Henri Laurens e, em especial   Béatrice Hastings.Frequenta o grupo de  Vlaminck, Picasso, Derain e Marie Vassilieff. 

*Em 1916, Modigliani rompe com Béatrice Hastings e tem seue stado de saúde novamente agravado
Tem novo marchand  Zborowsky e nova   companheira , Simone Thiroux, com quem fica um ano 
É o momento dos estudos de nus.

                            Jeanne  Hébouterne


Em março de 1916, conhece  a linda Jeanne Hébuterne, estudante da Academia de Colarossi, que se torna sua companheira

No dia 3 de dezembro, Zborowski organiza  primeira exposição pessoal de Modigliani,na Galeria  Berthe Weill, na rua Taitbout,50.

A vitrine com os nus expostos causa grande escândalo,a polícia vem para reprimir o "ultrage ao pudor"nenhum quadro é vendido.
Modigliani trabalha intensamente e com vigor renovado.

 *1918- Modigliani executa  outra série de nus,mesmo com o estado de saúde devastado  Zborowski  o envia à  Côte d’Azur com Jeanne, que está grávida. A luz do local o inspira,surgem quadros mais claros e maiores e reencontra os amigos Soutine etFoujita.

No dia 29 de novembro nasce Jeanne,registrada como filha de Jeanne Hébuterne e de pai desconhecido,mais tarde reconhecida pelo artista.
Paul Guillaume organiza uma exposição na  galeria do Faubourg Saint-Honnoré à Paris, coletiva de Modigliani, Picasso et Matisse.

*1919-Modigliani,residindo na casa do pintor Osterlind em Cagnes, escreve a Zborowski pedindo dinheiro e envia as telas terminadas a Paris. Jeanne está novamente grávida. 
 Em julho redige uma declaração de comprometendo a casar com ela e, com o estado de saúde novamente agravado, participa da exposição  "Modern French Art" na  galeria Mansard,em  Heale,Inglaterra. 
Em setembro,expôe em Londres, na  Hill Gallery  com grande sucesso.
As coisas parecem começar a dar certo. Francis Carco escreve uma crítica elogiosa no  L’Eventail,publicação suíça.  


*Em 1920,depois de terminar um autorretrato, a saúde se deteriora e, em 22 de janeiro, o pintor é levado inconsciente  ao  à l’Hôpital de la Charité,morrendo dois dias depois,aos 36 anos.  

No dia 25 de janeiro, grávida de oito meses, Jeanne Hébuterne se atira do 5º andar do apartamento de seus pais. 
 Modigliani teve um " enterro de príncipe" no cemitério Père-Lachaise,cercado dos amigos que nunca lhe faltaram.


******************************************************

Nenhum comentário: