sábado, 20 de agosto de 2011

Centenário de nascimento de Nelson Rodrigues


A Editora Nova Fronteira (do grupo EDIOURO) anuncia na imprensa que as comemorações pelo centenário de nascimento de Nelson Rodrigues começarão,antecipadamente, na próxima terça-feira,23 de agosto.
********************************************

Nelson Falcão Rodrigues (Recife, 23 de agosto de 1912Rio de Janeiro, 21 de dezembro de 1980) foi um importante dramaturgo, jornalista e escritor .
Em 1962, tornou-se comentarista esportivo.
Desde adolescente trabalhou no jornal de seu pai, A Manhã
Foi repórter policial - de onde veio, com certeza, a desenvoltura com que produzia suas peças e artigos sobre a sociedade carioca.
Como autor teatral, a primeira peça foi " A Mulher sem pecado", mas com "Vestido de Noiva"(1943) renovou conceitos e se transformou no grande nome da literatura teatral de seu tempo, mesmo tendo as peças sempre criticadas como obscenas e imorais.
Quem viveu na zona norte e subúrbios do Rio na 2a metade do século 20 pode compreender melhor seus argumentos e enredos.
Quem não viveu,ali encontra um panorama completo do sistema familiar da classe média de então.
Famílias inteiras dividindo o mesmo teto,favorecendo, em alguns casos, excessiva intimidade.
Tragédia na vida pessoal
A vida de Nelson foi mais trágica que seus enredos.
O irmão Roberto foi assassinado por vingança,o pai-Mario Rodrigues- morreu semanas depois,não suportando a perda.
O irmão Joffre morreu de tuberculose ainda quase adolescente, ele mesmo esteve internado em Campos do Jordão duas vezes, antes que os antibióticos e vacinas diminuíssem as consequências da moléstia.
O filho mais velho, Nelson (do casamento com Elsa Batalha Rodrigues), foi preso e torturado pela ditadura militar
Paulinho(irmão mais novo) e família morreram soterrados num desabamento da Rua Cristóvão Barcellos, em Laranjeiras,no verão de 1967.
Muitos casos amorosos deixaram o saldo de 3 filhos fora do casamento,além de Nelsinho e Joffre ( nome em homenagem ao irmão morto).
Em 1963,nasceu Daniela- fruto da união com Lucia Cruz Lima.
Daniela nasceu prematura e complicações no parto a tornaram cega, surda,muda e jamais foi capaz de se movimentar.
*******************
A mais completa fonte de informações sobre NR é a monumental biografia " O Anjo Pornográfico", de Rui Castro.
**********************************************************************

Um comentário:

BR disse...

É bem verdade que a impressão, a seguir narrada, tive há algum tempo, muito embora a tenha compartilhado com pouquíssimas pessoas, motivo pelo qual aproveito a deixa como [boa]oportunidade de repartir a idéia.

Em breve síntese, algo de semelhante parece existir entre Nelson Rodrigues e Almodóvar. Isso mesmo! Vc. não leu errado.

Veja-se, em um primeiro instante, a comum preferência em expressar sentimentos [humanos] obscuros, tendo, com alguma constância, submundos/lugares sujos como panos de fundo.

Perceba-se, também, o valor que ambos procuram atribuir à sexualidade de seus respectivos personagens, sempre atormentados pelas mais diversas variedades de conflitos [internos e externos].

E, ao que parece, a base de tudo é constituída por emaranhados de [também sortidos] elementos sociais/psíquicos --- tendo como principal objetivo a "construção" do homem ---, além, é claro, de intensos desejos.

Apenas como exemplo, destaque-se a semelhança [nos enredos] entre "Carne Trémula" [Almodóvar] e "A Mulher sem Pecado"[Rodrigues], onde é possível constatar a [comum] existência de uma obssessiva paixão, somada ao fato de um dos personagens restar paralítico.

O mais relevante, no entanto --- independente de suas tramas ---, é a semelhança [esta sim!] que ambos possuem de contar, de maneira ímpar, histórias, temperadas com precisas doses de humor e, não raro, provocações.

BR