quarta-feira, 29 de abril de 2009

Cem dias de governo Obama


(29 de abril,2009)

Com a maior popularidade atingida neste periodo de governo por qualquer outro dirigente do país: 60%,o Presidente Obama -reconheçamos-tem feito o chamado "de um tudo"
Até,com grande fairplay, receber o livro "As Veias abertas da America Latina" das mãos de Hugo Chavez 
durante a 5ª Cúpula das Américas,agradecer,sorrir e apertar a mão do venezuelano
Obama  foi alvo de  uma avaliação tipo "moderada" pela Anistia Internacional, que havia fixado esse período de cem dias para que fossem tomadas muitas iniciativas de maior impacto.
A propósito, Las venas abiertas de América Latina (As veias abertas da América Latina em português-Editora Paz e Terra, 1990) é de autoria do escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano,que analisa a história da América Latina desde a colonização européia. até nossos dias,focalizando a exploração econômica do continente primeiro pelos europeus,depois pelos Estados Unidos.
A obra foi censurada na Argentina, Chile e Uruguai durante as ditaduras militares nesses países.
A Amazon Books informa que no dia seguinte ao presente de Chavez, o livro pulou para o 2º lugar entre os livros mais vendidos online.A posição anterior era  no lugar 52 mil e qualquer coisa.Tudo que Obama toca, vira ouro.Mas os seus cabelos... já mostram os fios brancos da preocupacão..

********************************

Direto do site da A.I. 
"No que se refere às medidas antiterroristas, a Amnesty International descreve hoje os primeiros 100 dias de governo do presidente norte-americano Barack Obama como “promessas de mudança com ações limitadas
   
“As ações empreendidas pelo presidente Obama, menos de 48 horas depois de ter tomado posse, para fechar Guantánamo no prazo de um ano, pôr fim às detenções secretas da CIA, e acabar com o sigilo da administração Bush foram acolhidas com grande satisfação” disse Irene Khan, secretária geral da Amnesty International.
  
“Mas não se completará este fechamento ou se acabará com o segredo até que o governo norte-americano ponha fim às detenções ilegais, leve todos os responsáveis por tortura e outras violações graves dos direitos humanos cometidas durante a administração Bush à justiça, e proporcione às vítimas a possibilidade real de obter ressarcimento”.
  “Observamos importantes avanços nos primeiros 100 dias, mas há medidas que não foram efetivadas ou que ainda devem ser tomadas, por exemplo, com relação à Bagram, onde centenas de pessoas continuam detidas sem uma solução à vista” acrescentou Irene Khan.
  A Amnesty International faz esta avaliação quando publica um relatório que analisa as ações empreendidas pelo novo governo a respeito da política de detenções aplicada na luta contra o terrorismo.
  O informe realça diversos avanços realizados durante os primeiros 100 dias de governo do presidente Barack Obama, como as ordens executivas emitidas em seu terceiro dia no cargo para fechar Guantánamo, pôr fim ao programa de prolongadas detenções secretas da CIA, e impor novas regras para os interrogatórios, que impedem o uso das denominadas técnicas de interrogatório “aprimoradas”.
  ****************************

Nenhum comentário: