quinta-feira, 30 de junho de 2016

Leni Riefenstahl



 


 *Ideologia à parte e sempre respeitando minhas origens ( e ela foi paga para fotografar e filmar e absolvida em Nuremberg), admiro  imensamente essa mulher pelo tesão pela vida que demonstrou até o dia em que morreu dormindo,aos 101 anos


*****
Helene Bertha Amalia Riefenstahl
1902-2003


Atriz,bailarina, desportista, fotógrafa e diretora de cinema,célebre pelos documentários e películas de propaganda do regime nazista ocupou uma posição de grande destaque em seu momento históricoDepois de processada muitas vezes e detida por 3 anos em cárcere e no domicílio, foi julgada e absolvida dos crimes de antissemitismo e nazismo pelos Tribunais Aliados no final da 2a Guerra.

Apenas registrou-se que sua arte tinha forte conotação mercadológica,nada mais era do que propaganda e ela jamais tinha pertencido ao Partido.

*********


Leni, aos 60 e poucos anos, internou-se na cultura tradicional africana. Lá uma equipe da revista alemã STERN foi entrevistá-la e um jovem fotógrafo de 21 anos não voltou.Encantado, teve um longo relacionamento com a colega.

Tornou-se uma fotógrafa submarina da melhor qualidade aos 80,enganando a idade-como se tivesse 70- para conseguir fazer o curso.
A chama dessa mulher era tão brilhante e intensa que depois das várias ligações com homens sempre muito mais novos,seu último casamento foi aos 101 com um homem de 60.
Ainda compareceu `a edição da festa literária DOCUMENTA de 
2003, realizada em Kassel,onde deu entrevistas bem-humoradas.


***********************************
Leni Riefenstahl nasceu em Berlim (22-8-1902) e com total apoio da família matriculou-se na Kunstakademie (Academia de Belas Artes) onde estudou ballet russo e dança contemporânea.Foi aluna de Mary Wigman.
No início dos anos 20 do século passado era uma bailarina conhecida,sempre em turnê por diversas cidades européias.  

Um acidente no joelho que interrompeu a carreira, levou Leni a procurar novas maneiras de expressão.

O alpinismo era o esporte da moda e depois de uma viagem aos Alpes suíços fez contato com Arnold Franck, pioneiro do “cinema de montanha”
Em 1926,Riefenstahl participou do filme Der Heilige Berg (« A Montanha Sagrada ) e tornou-se logo um símbolo do cinema alemão,estrela principal dos numerosos trabalhos de Franck,representando a jovem mulher atlética,saudável e destemida,modelo idealizado por Hitler para a juventude de seu país
Em 1932, dirigiu e interpretou o papel principal de Das blaue Licht ( A luz azul), que deixou Hitler muito impressionado, o que resultou num convite para dirigir filmes de propaganda do Partido Nacionalsocialista,em Nuremberg. Antes de mudar o rumo da carreira, ainda dirigiu SOS EISBERG («SOS ICEBERG) ,em 1933
Registro do nazismo
 
Impressionada com o gestual e a retórica de Adolf Hitler, Leni aceitou o convite para criar para a posteridade a imagem de uma Alemanha Wagneriana, cheia de beleza e potência embasada na força da propaganda para dentro e fora do país.


A primeira tarefa da cienasta foi criar um curta metragem por ocasião do congresso do Partido que se se realizou em Nuremberg em setembro de 1933.para celebrar a ascenção do nazismo ao poder.
O filme se chamou Des Sieg des Glaubens(« A vitória da fé») e foi considerado uma obra-prima,mast eve que ser retirado das telas no seguimento do atentado acontecido entre e 30 de junho de 1934,onda de violência terrível contra os dissidentes do Partido, terminando com a eliminação de vários companheiros, inclusive Ernst Röhm dirigente das SAque aparecia com destaque na película.
*********
Hitler sugeriu um novo projeto: Riefenstahl deveria dirigir um novo filme,para o encontro do Partido de setembro de 1934
Triumph des Willens (« O Triunfo da Vontade»), tornou-se um clássico dos filmes de propaganda pela glorificacão da figura do Führer como o novo Messias do povo alemão.
O trabalho de LR na direção trazia massas imensas de soldados marchando em formação de passo de ganso,música wagneriana,como era o desejo de Hitler e cenografia espetacular
Em seguida, frami produzidos dentro do mesmo espírito :Tag der Freiheit - Unsere Wehrmacht (« O Dia da Liberdade-Nosso Exército) e,em 1936,um documentário dedicado à Olimpíada de Berlim,realizado –a pedido – da diretora sem ou com a minima interferencia do poderosíssimo Ministro da Propaganda, Joseph Goebbels
passou para a
O resultado final foi Olimpia, propaganda escancarada do regime para mostrar ao mundo os aspectos menos cruéis da persguição antisemita.O que não era esperado aconteceu: o afro-americano Jesse Owens passou para a

História como o símbolo da Olimpiada de 36 como símbolo do desagravo.
O filme se chamou Der Sieg des Glaubens (« A vitória da fé»), foi considerado uma obra-prima,mas teve que ser retirado das telas no seguimento do atentado de 30 de junho de 1934, quando aconteceu uma onda de violência terrível contra os dissidentes do Partido, terminando com a eliminação de vários companheiros, inclusive Ernst Röhm, dirigente das SA,que aparecia com destaque no filme.
Hitler sugeriu um novo projeto: que Riefenstahl dirigisse um novo filme,para o encontro de setembro de 1934 que reuniria os líderes do movimento.
Triumph des Willens (« O Triunfo da Vontade»), tornou-se um clássico dos filmes de propaganda pela glorificacão da figura do Führer como o novo Messias do povo alemã.
Leni ficou profundamente chocada quando esteve na Polônia para registrar os fatos decorrentes da invasão alemã e jamais se filiou ao partido nem teve o comentado romance com Hitler como várias insinuações fazem supor.
************ Depois de pagar sua dívida para com a sociedade, instalou-se na África onde desenvolveu um belo trabalho documental

Em1972 foi uma das fotógrafas da Olimpíada de Monaco e, em, 1976 foi convidada de honra dos jogos de Montreal  

Em 2002, aos 100 anos,fez trabalhos de fotografia submarina, especialmente sobre as barreiras de coral e trabalhou em seu último filme’”Maravilhas Submarinas” .





Aos 101 anos se casou com Horst Kettner, de 60, e morreu dormindo no dia 8 de setembro de 2003 em sua casa,em Pöckling,Baviera
******************

Nenhum comentário: