domingo, 13 de setembro de 2015

Os amores de Frida Kahlo





Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón nasceu em 6 de julho de 1907 em Coyoacán, México, do casamento de Guillermo Kahlo, de origem alemã e Matilde Calderón. Filha de fotógrafo, sabia utilizar a câmera, revelar, retocar e colorir, o que lhe seria muito útil na carreira.
**************
 Neste momento,quando se aproxima em São Paulo(  Instituto Tomie Otaki) a inauguração de uma exposição de  parte de sua obra,estou mergulhada nas 538  páginas de " Frida - A Biografia",de Hayden Herrera ( Editora Globo, 2011), com preciosa tradução de Renato Lopes.

Escolhi a imagem acima de propósito: a Frida sensual e  provocante exibindo uma nesga de corpo  que foge da imagem séria a que estamos todos acostumados.
O fotógrafo que captou esse raro momento também autor da foto à direita,era privilegiado: Nickolas(Nick ) Muray,um importante namorado envolvido  num importante caso de amor vai-e-vem que durou dez anos.
O affair teve início1931,depois  de Nick se divorciar da segunda esposa e logo após o casmento de Frida com o muralista mexicano Diego Rivera.
Frida e Nick
Sobreviveu ao 3º casamento de Muray e ao divórcio e,depois, novo casamento de Kahlo com Rivera. 
Em 1941 acabou o amor,mas amizade permaneceu até a morte da pintora, em 1954.

*****


O primeiro amor


 O primeiro amor da vida de uma mulher é seu pai, o único homem adulto que conta para ela desde o nascimento,o emissário da ternura, dos cuidados e da segurança. 
Momento mais difícil para um pai deve ser o dia em qua a princesinha "o deixa" por outro homem. Mas.mais tarde, ao ter Rivera como genro, Herr Kahlo foi beneficiado com a extrema generosidade do muralista,que saldou as dívidas  e ajudou a adquirir a casa dos sogros.Frida foi filha e irmã dedicadíssima.Sem poder ter filhos por conta das deformações internas causadas pelo terrível acidente,adotou como filhos os sobrinhos,seus grandes amores.
*****
Alejandro e o acidente

                                           Alejandro Gómez Arias e Frida 

Frida conheceu Alejandro Arias  em 1922.quando ela foi matriculada na Escola Nacional Preparatória na cidade do México ,uma das14 moças entre mais de 300 rapazes. 
O jovem casal ficou junto por 3 anos. Em 1925,numa tarde chuvosa de setembro,foi na companhia de Alex,como ela o chamava, que Frida sofreu um seríssimo acidente de trânsito e viu sua vida mudar. 
O ônibus em que estavam foi atingido por um bonde e Frida teve seu corpo transpassado por uma barra de metal que entrou pela vagina, destruiu seus órgãos geniais  e sofreu 3 fraturas na coluna..
Os médicos do Hospital da Cruz Vermelha não acreditaram que Frida sobreviveria. 
Alejandro,ferido sem gravidade, insistiu  para que  os médicos  atendessem a namorada. 
Foi  por sua persistência que Frida sobreviveu.
***********

Leon Trotski


Nascido Lev Davidovich Bronstein (1879-1940)   ) foi um intelectual  e revolucionário ,organizador do Exército Vermelho e rival de Stalin 
Nos primeiros tempos da União Soviética foi Ministro(Comissário do Povo)para Negócios Estrangeiros,organizador e comandante do Exército Vermelho e fundador e membro  do Partido Comunista Da URSS. 
Afastado por Stalin  do controle do partido,  foi expulso  da União Soviética, refugiando-se com sua mulher no México.onde foi assassinado por Ramón Mercader  agente da polícia de Stalin.
Residiu com Frida e Rivera,houve um encantamento mútuo que acabou em decepção também mútua.



***********
Diego Rivera 

Bissexual assumida, Frida encantou homens e mulheres ao longo da vida.
Diego e Frida em 1932
Mas seu único, verdadeiro e definitivo amor foi Diego Rivera  que mandou construir casas  geminadas  ( fachada pintada de rosa para ele e de azul para Frida),para que sempre estivessem, de certa forma, juntos.
Viveram, assim uma amizade colorida e especial,  até a morte dela (em 1954)
Mulher guerreira e além de seu tempo,que sofreu.três abortos, devidos `as sequelas do acidente de 1925 ,jamais pode embalar um filho mas perdoou a ligação que o muralista teve durante anos com sua irmã preferida e maior amiga Cristina, da qual nasceram seis crianças.

**********

 

O casal está eternizado no inconsciente coletivo mexicano e impresso nas cédulas de 500 pesos.








*****************************************



 


Nenhum comentário: