sábado, 21 de março de 2015

Alexander McQueens

 "O londrino Victoria & Albert Museum recebe a retrospectiva do estilista britânico desde o dia 14 de março e promete, mais uma vez, quebrar recordes – vale lembrar que a edição nova-iorquina da exposição, realizada no MET, obteve 661.509 visitantes, maior número já contabilizado pelo museu em um único evento.


Para isso, a aposta do Victoria & Albert são 30 novas peças e uma seção inédita que vai focar nas raízes de McQueen em seus tempos de jovem talento em Londres. A mostra vai partir da coleção de formatura do estilista na prestigiada Central Saint Martins, em 1992, e passar pelos seus sete primeiros desfiles, que chamaram atenção ao extrapolar os limites entre moda e arte performática – característica que ele trabalhou ao longo de toda sua carreira.
"Alexander McQueen: Savage Beauty” fica em cartaz na capital britânica até o dia 19 de julho. Sem dúvida, um programa imperdível para quem estiver de passagem por Londres".
 (divulgação) 

***************************************************************************



Há cinco anos o mundo da moda ficou de luto: semanas antes do lançamento de sua coleção na Paris Fashion Week (9/3/2010),o estilista britânico Alexander McQueen foi encontrado morto   em seu apartamento no Green Park, em Londres.
A polícia investigava a possibilidade de suicídio.
A notícia foi divulgada pelo “Daily Mail” e confirmada por fontes da empresa do designer.

Uma sucessão de tragédias parece ter sido crucial para abalar o equilíbrio do grande criador.

Depois do recente morte da 
amiga Isabella Blow,que o transformou num ícone, um Mc Queen muito deprimido não conseguiu superar a falta da mãe, Joyce, tinha falecido  poucos dias antes.

Nascido em 17 de março de 1969,em Londres e filho de um taxista,seu talento despontou cedo.ao fazer roupas para as três irmãs , sempre anunciando que se tornaria um grande estilista.
Depois de trabalhar em oficinas de alfaiates conceituados( com clientes como Mikhail Gorbachev e o Príncipe Charles),aos 20 anos foi estilista na maison de Koji Tatsuno e, em Milão, fazia parte da equipe de Romeo Gigli.
Em 1984,obteve seu grau de Mestre em Desenho de Moda pelo prestigiado Central Saint Martins College of Art and Design .
A coleção da formatura foi inspirada no trabalho da estilista Isabella Blow
, que o convenceu a esquecer o nome Lee,usando apenasAlexander. E,talvez, no ritmo da numerologia mas certamente por conta do imenso talento,a carreira deslanchou .

Em 1996,chamado de "hooligan" por seu estilo agressivo ((hooligans são os violentos torcedores dos eventos esportivos ingleses ), o estilista ficou no lugar do compatriota John Galliano na Maison Givenchy.
Em 2000,meio inconformado com o pouco destaque que ali recebia,passou a fazer parte do Grupo de Alta Costura Gucci que permitiu a abertura de uma Maison com seu nome.
*************************************************************
********************************************************

Nenhum comentário: