sábado, 4 de janeiro de 2014

Sylvia Plath-miniminibiografia trágica

                     

         1932-1963
Poetisa,romancista e contista norte-americana

"Quando você entrega todo o coração a uma pessoa e ela não aceita, não dá para pegar de volta. Você o perde para sempre."

********  
 Sylvia Plath nasceu em 27 de outubro de 1932 ,em Boston, filha de Aurélia Schober Plath ( 1906-1994 )  e Otto Plath (1885-1940) , entomologista e professor de biologia e alemão na Universidade de Boston. 
Irmã de Warren Plath, três anos mais novo. 
A família se mudou para Winthrop , Massachusetts em  1936.

Aos oito anos, Sylvia perde  o pai, que é enterrado no cemitério da cidade,onde a lápide continua a ser visitada até hoje pelos  leitores  de um dos seus mais famosos poemas :  "Daddy"

Syvia lê o poema:
www.youtube.com/watch?v=6hHjctqSBwM

************* 
Pubicou seu primeiro poema na seção infantil do jornal  Boston Herald  e apresentou um começo promissor nas artes plásticas ,ganhando um prêmio por sua pintura em 1947.
Depois da morte de Otto Plath, a viúva se muda com os filhos para Wellesley. Massachussets. 

Faculdade e tormento

No primeiro ano de seus estudos no Smith College,ocorre a primeira tentativa de suicídio por overdose de narcóticos,
No meio do curso,Sylvia é convidada para editar a revista Mademoiselle, em Nova York,onde ficou por apenas um mês.
Experiência tormentosa e autoavaliação bastante negativa  serviram como pano de fundo para seru único romance "A redoma de vidro" "  ("The Bell Jar"), com o pseudônimo Victoria Lucas,detalhando a luta contra a depressão.

Houve uma internação em hospital psiquiátrico paga pelo mecenas que lhe concedeu a bolsa para pagar estudos anos no Smith.
Plath fez sua primeira tentativa de suicídio medicamente documentada no final de agosto 1953  e passou os seis meses seguintes em tratamento psiquiátrico,recebendo mais tratamento de choque elétrico e insulina.   

Em janeiro de 1955,apresentou sua tese The Mirror Magic: Um Estudo da dupla em dois dos romances de Dostoievski  e formou-se com o grau "Summa Cum Laude" (Com a Maior das Honras), a maior distinção e o reconhecimento por obter a máxima qualificação possível em uma titulação universitária, especialmente nos níveis do mestrado ou doutorado.
    
Recebeu a  bolsa de estudos integral Fulbright para o Newnham College, em Cambridge , na Inglaterra, onde  continuou a escrever . Continuou com a produção poética,publicando seus versos no jornal Varsity,editado por estudantes.
Passou o inverno do primeiro ano e  as férias de primavera viajando pela Europa.

Casamento

Cambridge-Fevereiro de 1955-Festa de lançamento da "St. Botolph's Review"  : conheceu o jovem poeta Ted Hughes  poeta inglês que ela já admirava `a distância. 
A paixão `a primeira vista os levou ao casamento em Londres, no dia 16 de junho de 1956 numa igrejinha em Camden e dali partiram para a lua de mel em Benidorm.

Em outubro, Plath voltou a Newham para fazer o segundo ano do curso e, no início de 1957, o casal rumou para os Estados Unidos,onde morou de 1957 a 1959, vivendo e trabalhando.
Plath lecionava inglês.  
Mudaram-se para Boston e, ao saber da gravidez, o casal volta para a Inglaterra e.depois de breve estadia em Londres, fixa-se emNorth Tawton, em Devon 
No início de 1961,Plath sofre um aborto, que seria temas presente em grande número de poemas.

O casamento começou a se encaminhar para uma situação melancólica e depressiva, agravada pela relação extra-conjugal de Ted Hughes com  Assia Wevill,belíssima judia alemã refugiada na Inglaterra,  e veio a separação no final de 1962.

Sylvia Plath volta a Londres com os filhos Frieda de 3 anos e Nicholas  de um ano. 
    *****
"As garras da coruja apertando o coração"
 em The Unabridged Journals of Sylvia Plath, 1950-1962

11 de fevereiro de 1963
Ela veda o quarto das crianças com toalhas molhadas e roupas e deixa leite e pão perto das camas.
As janelas do quarto ficam abertas,mesmo durante uma forte tempestade de neve.
Toma uma overdose de narcóticos,deita a cabeça numa toalha no interior do forno e liga o gás.
Na manhã seguinte foi encontrada por Myra Norris,enfermeira que havia contratado para ajudar a cuidar dos filhos,  que-quando chegou ao apartamento-sentiu um cheiro forte de gás.
Pediu socorro e a porta foi arrombada.
No quarto gelado, as crianças tremiam de frio.

************************* 
 A vida dela sem ela

*Única escritora que recebeeu o Prêmio Pulitzer pós-mortem (1982)

*No ano passado, os 50 anos do falecimento tiveram ampla cobertura midiática

*"Plath manteve o hábito de escrever em diários desde a idade de 11 anos, até o seu suicídio. Seus diários da fase adulta, começando com seu anos como caloura em Smith College em 1950 foram publicados primeiramente em 1980 editados por Frances McCullough. 


Em 1982, quando o Smith College recuperou os diários que faltavam, Ted Hughes os selou até  11 /2/2013decorridos cinquenta anos da morte de Sylvia.
Em 1998, pouco antes de sua morte, Hughes liberou os manuscritos, passando-os para Frieda e Nicholas, que os repassaram para Karen V. Kukil, para serem editados. Kukil termina a edição em dezembro de 1999, e no anos de 2000 os Diários são publicados pela editora Anchor Books, com o título The Unabridged Journals of Sylvia Plath. 

De acordo com a contra-capa, dois terços dos Unabridged Journals eram materiais novos. A escritora americana Joyce Carol Oates descreve a publicação como um "genuíno evento literário".
Hughes foi alvo de muito criticismo, pelo papel que desempenhou destruindo a última parte dos diários de Plath, que continham escritos desde o inverno de 1962 até a sua morte. 

Ele se defende, afirmando que os havia destruído em um ato de proteção de seus filhos, e que o esquecimento para ele era uma parte essencial da sua sobrevivência".( texto da Wikipedia)

*O filme   Sylvia-Paixão além das palavras, de 2003 estrelado por Gwyneth Patrol retrata a relação conturbada de Plath com Hughes.
http://youtu.be/zpvEwrXYLGI
Parte 1 de 6 

 *Sylvia Plath é citada na canção de Lady GaGa "Dance in the Dark", em 2009


* Edward James Hughes, mais conhecido como Ted Hughes, poeta e escritor de livros infantis britânico,um dos melhores poetas de sua geração e marido de Sylvia Plath morreu em 28 de outubro de 1998,em Londres. 

*Assia Wevill,provável  pivô da separação do casal Hughes suicidou-se no dia 23 de março de 1969 usando,igualmente, um forno a gás.A filha de 4 anos Alexandra Tatiana Elise também morreu na mesma tragédia. 

*Nicholas Farrar Hughes,biólogo,filho da poeta, cometeu suicídio em 16 de março de 2009.Não era casado e não tinha filhos. 

*Frieda Rebecca Hughes ( 1-4-1960) é poeta e pintora.Publicou sete livros infantis,quatro volumes de poesia e participa de exposições.

*******************************
 Obras
  •  The Colossus and Other Poems(1960), coletânea de poemas;
  •   The Bell Jar(1963), único romance da autora;    
  •  Ariel(1965), poemas;Ariel
  • Crossing the water (1971), coletânea de poemas;
  • Johny Panic and the Bible Dreams(1977), livro de contos e prosa; 
  • The Collected Poems  (1981), poemas inéditos 
******************************************************

Nenhum comentário: