domingo, 24 de novembro de 2013

Proust e a madeleine

Marcel Proust   (1871-1922)
Madeleines

“Um odor, um sabor, reencontrados em circunstâncias diferentes, revelam em nós, a despeito de nós mesmos, o passado; nós sentimos o quanto esse passado era diferente daquilo que acreditávamos nos recordar, e que nossa memória voluntária pintava, como os maus pintores, com cores sem verdade”,
********

Proust e suas madeleines estão na ordem do dia,no momento em que se comemora o centenário de publicação do épico "Em busca do tempo perdido".


Encontrei na internet um texto muito curioso de Edmund Levin, escritor e produtor do Good Morning America, da ABC,onde o autor procura provar que o docinho estava seco,pois ao ser mergulhado no chá,logo amoleceu.

************

 Escrita entre  1908-1909 e 1922, publicada entre  1913 e 1927 em sete volumes, os três últimos postumamente. : No Caminho de Swann, À Sombra das Raparigas em Flor, O Caminho de Guermantes (1 e 2), Sodoma e Gomorra, A Prisioneira, A Fugitiva e O Tempo Redescoberto,a obra só chegou às livrarias, no dia 14 de novembro de 1913, porque foi bancada pelo próprio autor,depois de ter sido rejeitada três vezes pelas editoras.. 

A temática homo é constante , principalmente em  Sodoma e Gomorra  e nos volumes seguintes.
Proust utilizou em seu texto os então inovadores conceitos da psicanálise.No  episódio da madeleine, o autor volta à infância e, a partir daí, desenvolve o roteiro.

A tradução brasileira foi feita por Mário Quintana, o primeiro volume em 1948, o segundo em 1951 e os outros durante a década de 1950.
A obra foi editada pela Editora Globo  de Porto Alegre.



*********
O escritor francês  Valentin Louis Georges Eugène Marcel Proust nasceu em Auteuil, subúrbio de Paris, no dia 10 de julho em 1871.Passou a infância no Champs-Élysées, em Parisna tentativa de suavizar  os efeitos da asma com o então ar saudável do lugar.

Em 1892 fundou com alguns amigos a revista Le Banquet, onde publicou   poemas e contos. Formou-se em Direito em 1893 e em Literatura em 1895 pela Faculdade de Sorbonne. 

Aos 25 anos lançou seu primeiro romance: Os prazeres e os Dias, baseado nos costumes da aristocracia parisiense.
Morreu em 18 de novembro de 1922, vitimado por uma bronquite mal cuidada.

 

Nenhum comentário: