segunda-feira, 21 de outubro de 2013

O leilão do campo petrolífero de Libra


 É  hoje


 Hoje acontece o leilão do Campo de Libra,  área com reserva petrolífera estimada em 15 bilhões de barris. 

É o primeiro leilão sob a vigência da chamada" Lei de Partilha", marco regulatório da exploração do Pré-Sal.

Soldados do Exército, do 1º Batalhão de Guarda, armados com escudos, escopetas, bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha, fazem a segurança em frente ao hotel que vai sediar o evento,na Barra  da Tijuca. 
 O Exército faz a patrulha nas imediações  e  dois barcos da Marinha estão posicionados em frente ao hotel.
 As ruas ao redor serão fechadas a partir da meia noite de hoje até  meia noite de amanhã,moradores só poderão circular apresentando prova de residência.
 Da Agência Brasil

" O governo publicou em 2/8/2013 o decreto que cria a empresa pública que irá gerenciar a exploração do petróleo do pré-sal. Denominada Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural S.A., ou Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), será uma empresa pública federal, sob a forma de sociedade anônima de capital fechado, vinculada ao Ministério de Minas e Energia. 
O capital social inicial da PPSA é R$ 50 milhões.
A empresa não terá responsabilidade de executar as atividades de exploração, produção e comercialização de petróleo e gás do pré-sal, apenas gerenciará os contratos de partilha e representará a União nos consórcios formados para a execução dos contratos.
Segundo o decreto, a remuneração da PPSA pela gestão dos contratos de partilha de produção será estipulada pelo Ministério de Minas e Energia em função das fases de cada contrato e das dimensões dos blocos e campos, observados os princípios da eficiência e da economicidade.
O Conselho de Administração da PPSA será formado por cinco membros, nomeados pelo presidente da República, que serão indicados pelos ministérios de Minas e Energia, da Fazenda, do Planejamento e da Casa Civil.
A criação da empresa tinha sido autorizada pela Lei 12.304, de 2010, que foi sancionada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva."
***************** 

Um novo regulamento de partiha obriga a Petrobras a participar,com um mínimo de 30%, como operadora em todos os futuros blocos no pré-sal .  
O Campo de Libra  é a primeira da área que vai a leilão pelo novo regime, com reservas entre oito a 12 bilhões de barris,representando 80 por cento de todas as reservas descobertas pela empresa.
Atraiu apenas 11 empresas, incluindo a própria Petrobras, para participar  do evento da próxima segunda-feira.  
Os motivos da presença de poucos participantes são o tamanho dos investimentos exigidos e  as incertezas em relação ao sistema de partilha.
No pacote, vai também o Campo de Franco que está interligado ao de Libra,com cerca de   9 bilhões de barris de petróleo.
O valor é de 1,5 trilhões de dólares.

( fontes: sites  de entidades de trabalhadores  e do globo.com)


*********
A camada pré-sal
A chamada camada pré-sal é uma faixa de cerca de 800 quilômetros entre os Estados do Espírito Santo e Santa Catarina(foto) sob o leito do mar.Ali se encontram três bacias sedimentares (Espírito Santo, Campos e Santos) O petróleo na área está a profundidades de mais de 7 mil metros, abaixo de uma extensa camada de sal .
Os geólogos explicam que essa camada conserva a qualidade do petróleo.Os poços de petróleo no pré-sal até agora encontrados ,entre outros, são Tupi.Guará,Bem-tevi,Carioca,Júpiter e Iara.Libra.
A Petrobrás avalia que apenas na pré-sal TUPI a reserva esteja entre 5 e 8 bilhões de barris de petróleo.A capacidade da CARIOCA deve ser cinco vezes maior,como foi declarado. 

É uma das mais relevantes descobertas dos últimos tempos e atraiu a atenção do mundo para o Brasil

Nenhum comentário: