terça-feira, 24 de setembro de 2013

40 anos sem Pablo Neruda -2




O claro amor clandestino

Neruda e Matilde Urrutia







Atlântida,um pequeno balneário distante 40 km de Montevidéu foi o refúgio do amor clandestino dos chilenos Pablo Neruda e Matilde Urrutia, até que se casaram oficialmente, em 1962, depois da morte da pintora Délia del Carril, a segunda mulher do poeta.


Hoje, a casa em que se encontravam foi transformada em museu - o "Paseo Neruda". 


E o local dos encontros secretos se incorporou à poesia de Neruda sob a forma de um anagrama : Datlitla.


Matilde e Neruda se conheceram num concerto ao ar livre, na Cidade do México. Ambos eram comprometidos. Ele casado e ela envolvida com sua carreira de cantora lírica internacional.
Ao se reencontrarem em 1949, quando se iniciava a permanência do poeta no exílio, o amor floresceu. Uma espécie de casamento secreto ocorreu em Cannes, tendo como testemunha "somente a luz da lua".


Logo no início da relação, Neruda inventou um nome secreto para Matilde,fundamental presença: "Rosário de la Cerda" - a ela foram dedicados os "Versos do Capitão". 
 Os anos que lhe restaram na companhia, agora oficial, da amada definitiva são pontuados por uma nova grande onda de criatividade: escreveu, fundou e dirigiu uma revista, construiu uma nova casa em Valparaíso e continuou suas viagens.
Esteve em turnês poéticas pela América do Sul, pelos países socialistas e chegou até a China, fixando-se em Paris. Também se tornou membro correspondente da Universidade de Yale, foi nomeado Embaixador do Chile em Paris e recebeu o Nobel de Literatura. em 1971.Candidato à presidência da República, renunciou em favor de seu amigo Salvador Allende. 


Neruda morreu em Santiago, no dia 23 de Setembro de 1973, duas semanas após o golpe militar que deu início ao negro período na história do Chile. Sempre fiel ao companheiro, a quem sobreviveu doze anos, Matilde dedicou o resto da vida a cuidar do patrimônio poético e espiritual do amor de sua vida.
********************************************************************************************

Nenhum comentário: