sábado, 30 de abril de 2011

30 anos do Atentado do RIOCENTRO


O começo do fim da ditadura militar
Milhares de pessoas participavam do show em homenagem ao dia do Trabalho no RIOCENTRO(na zona oeste do Rio )e,em torno das 21 horas e 30 minutos do dia 1º de maio de 1981 ,a cantora Elba Ramalho saudou a multidão com a palavra de ordem "VOTE!!"
**********
E o castigo veio de Puma


O entusiasmo do povo sufocou o estrondo que aconteceu no estacionamento do Pavilhão.
Um Puma chegou atrasado nesse exato momento para o início do show(a Barra da Tijuca era deserta) e o ataque a bomba ,que deveria ser executado, frustrou-se.
O motorista, então Capitão Wilson Dias Machado, com 33 anos na época,ficou gravemente ferido.
O potencial assassino(potencial?) hoje tem a patente de Coronel e é educador do Exército no Colégio Militar de Brasília
No banco do carona vinha o Sargento do Exército Guilherme Pereira do Rosário, 35 anos, pai de dois filhos.
Ele carregava a bomba que deveria explodir mais tarde e morreu na hora. A ditadura militar acusou os integrantes radicais da esquerda,mas a hipótese era totalmente sem propósito.
Hoje sabemos que a patética estratégia foi montada pelo SNI e pelo CIE.
A segunda bomba também falhou.Jogada por cima do muro explodiu no pátio do Pavilhão do Riocentro e nem a luz foi interrompida.
Um casal de namorados,que teria morrido se o atentado desse certo, atendeu o ferido e o levou a um hospital próximo A moça era Andréa, uma neta de Tancredo Neves,irmã do ex- Governador de Minas,Aécio Neves.
***************************************************************

Nenhum comentário: