domingo, 22 de julho de 2018

Trilogia Rainhas (quase) desconhecidas -FIM



 Na segunda metade do século 20, tempo de mudanças, descobertas e avanços, uma rainha também foi  rejeitada por ser estéril.
 A triste história comoveu o nosso  país e
  • Somente entre as décadas de 70 e 80
  • foram registradas  nove mil setecentos e setenta e nove  Sorayas ou Soraias
  • Aproximadamente 29.53% do total de registros

 

••••••••••••


Soraya Esfandiary-Bakhtiari 
 Isfahan, 22 de junho de 1932 - Paris, 26 de junho de 2001), segunda esposa e rainha consorte de Mohammad Reza Pahlavi, Xá da Pérsia


25 de outubro de 2001Imperatriz Soraya, a segunda esposa do último Xá do Irã, morria em Paris de causas naturais com a idade de 69 anos. 
Soraya e mãe
Uma das mulheres mais glamourosas de sua época, tornou-se Imperatriz do Irã com apenas 16 anos, mas foi repudiada pelo. marido sete anos depois, porque ela era incapaz de lhe dar um herdeiro ao trono.   
Nascida  em 22 de junho de 1932, filha de um empresário iraniano e sua esposa alemã, Soraya Esfandiari-Bakhtiari  . Teve uma infância  complicada,com a família  em constantes mudanças, do Irã à Suíça, onde  foi aluna de um o internato em Montreux.
 Contrariando o pai,
tinha outros planos além do casamento, como era o dstino das jovens iranianas.




Ela o  convenceu-o a deixá-la morar em Londres quando tinha apenas 16 anos,.
A irmã do Xá  , princesa Chams, mostrou-lhe a foto da.  adolescente de cabelos escuros e olhos cor de esmeralda, e ele ficou louco.  
Depois do primeiro encontro,  pediu ao pai dela, Khalil, a mão de Soraya em casamento.Soraya casou-se e vestida numa criação de Christian Dior, em 12 de fevereiro de 1951, e tornou-se a rainha dos 20 milhões de habitantes do Irã. 
 Apenas dois anos depois, ela e o xá fugiram de Teerã para o Iraque e a Itália depois que o país entrou em erupção   por conta de uma revolução.
exílio durou pouco e logo voltaram ao opulento estilo de vida opulento no Irã,  



Aos  20 anos, o marido começou a pressioná-la a produzir um herdeiro ao trono, mas Soraya não conseguia ter filhos.  Pela constituição persa, se o Xá não tivesse nenhum  herdeiro, a linha real terminaria. Soraya deixou o país no sétimo aniversário de seu casamento de conto de fadas. Um mês depois,  o casal se divorciou.

Atriz


 Depois do divórcio, Soraya teve aulas de interpretação e o produtor de cinema Dino De Laurentiis, lhe prorcionou o primeiro papel no cinema. Conheceu o diretor de cinema  italiano Franco Indovina,casado.
Viveram cinco anos  juntos mas,  em 1972,  ele morreu em um acidente de avião.  Soraya mudou-se para Paris, onde  morou num apartamento perto da Av. Champs Elysées, de onde saía para viajar ao redor do
mundo.  
Conhecida como a “princesa com os olhos tristes”, Soraya viveu  solitária como rainha no exílio nas últimas três décadas de sua vida.  Foi uma espécie de princesa Diana do seu tempo. Em 1991, ela escreveu uma autobiografia, "Le "Palais Des Solitudes,  "O Palácio da Solidão".

*******
O Xá casou-se novamente com Farah  Pahlaví,  também conhecida pelo nome de solteira,  Farah Diba, com quem teve  quatro filhos. 
A Revolução Iraniana, ocorrida em 1979, transformou o Irã, até então uma monarquia autocrática pró-Ocidente  em uma república islâmica teocrática sob o comando do aiatolá Ruhollah Khomeini.

*****

Nenhum comentário: