quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Dolores Duran




NOITE DE PAZ
Dá-me, Senhor

Uma noite sem pensar

Dá-me Senhor
Uma noite bem comum

Uma só noite em que eu possa descansar

Sem esperança e sem sonho nenhum

Por uma só noite assim posso trocar

O que eu tiver de mais puro e mais sincero

Uma só noite de paz pra não lembrar

Que eu não devia esperar e ainda espero.

(Segundo a escritora Ivana Arruda leite,”Noite de Paz” -de autoria de Dolores,devia ser adotado como Hino das Geminianas )
************


Dolores Duran, cantora, instrumentista, atriz e compositora foi o nome artístico que Adiléia Silva da Rocha, escolheu.
Nasceu no Rio, em 7 de junho de 1930,filha de um sargento da Marinha que faleceu quando ela tinha 12 anos,

Muito menina, comecou a cantar onde houvesse um público para ouvir-inclusive em circos,e ganhou o primeiro prêmio do programa de “’Calouros em Desfile: de Ari Barroso, prova de fogo para quem desejava seguir a carreira artística. 

Aos  16 anos adotou o sonoro nome artístico Dolores Duran.Cantava perfeitamente em inglês, francês, italiano e espanhol. Tão bem que a grande  Ella Fitzgerald declarou  que foi na voz dela que ouviu a melhor interpretação de  My Funny Valentine, um clássico da música norte-americana. 
No final da década de 1940, Dolores estreou na Rádio Nacional, a principal emissora do Brasil e no mercado fonográrico dois anos depois. Apresentou dois sambas para o Carnaval de 1953dois sambas para o Carnaval do ano seguinte: Que bom será (Alice Chaves, Salvador Miceli e Paulo Marquez) e Já não interessa (Domício Costa e Roberto Faissal). 
 
Entre 1953 e 1955 gravou Outono (Billy Blanco), e Lama (Paulo Marquez e Alice Chaves).   Canção da volta (Antonio Maria e Ismael Neto), Bom querer bem (Fernando Lobo), Praça Mauá (Billy Blanco) e Carioca (Antonio Maria e Ismael Neto).Gravou “Fia de Chico Bento”, de Chico Anísio

Em 1955,  casou-se  com o radioator e músico Macedo Neto.

E teve um infarto,que a deixou um mês hospitalizada.
Boêmia,alegre, comunicativa e teimosa como boa geminiana que era,não seguiu as recomendações médicas,o que agravou seu estado de saúde.
Bebia e fumava muito, e tinha seus momentos de profunda depressão. 

No ano seguinte, um jovem compositor apresentou a Dolores uma composição dele e de Vinícius de Moraes.Tratava-se de Tom Jobim.
Ele conta no depoimento ao programa da Tv Gobo em homenagem `a Dolores(1974)  que ela tirou um lapis de sobrancelha a bolsa e em poucos minutos fez a letra da linda “Por causa de você”
O gentil poeta cedeu a vez a Dolores e a seu talento como compositora .  

Ela é autora de Estrada do Sol, Idéias Erradas, Minha Toada e A Noite do Meu Bem, entre outros.Em 1958, separou-se  de Macedo Neto e passou meses na Europa com um conjunto musical.
 
De volta ao Brasil adotou uma menina  órtã de pai e mãe, Maria Fernanda. Macedo Neto também participou da adoção.  

Durante os dois últimos anos de vida, compôs algumas das mais lindas  músicas da MPB :Castigo, A Noite do Meu Bem, Olha o Tempo Passando e Estrada do Sol, entre tantas outras.

 Em 23 de outubro de 1959, aos 29 anos, chegou em casa do trabalho na boite VOGUE  às 7:00 da manhã brincou com a filha e pediu `a empregada : "Rita,Não me acorde. Estou cansada. Vou dormir até morrer" 
Ao entrar no quarto,teve um infarto,dessa vez fulminante,fatal.
 
Em 17 de julho de 2008, o Especial "Por toda a minha vida",programa da TV Globo que homenageia grandes artistas falecidos,foi dedicado a ela.
******************************************    

Nenhum comentário: